Por onde quer que vá, faça a diferença!

0
103

Se você for parar para pensar e analisar, as pessoas bem-sucedidas e felizes são diferentes!

Elas tem um quê inusitado, de raro, de extraordinário. São pessoas que se destacam na multidão, que tem brilho próprio e deixam um rastro de benevolência e encanto por onde passam. Quando falo em pessoas que alcançaram o sucesso, estou me referindo àquelas que do jeito particular conseguiram alcançar aquilo que é importante na vida.

Para uns pode ser bem materiais, para outros afetos marcantes, para alguns paz interior e uma vida simples. Acredito que o topo do sucesso seria aliar tudo isso. Uma pitada de poder aquisitivo advindo daquilo que se ama fazer – fruto do trabalho escolhido – para viver sem preocupações financeiras, um bom tanto de paz de espírito e muitos afetos sinceros e verdadeiros. Ok, pronta a receita! Mas espere um momento! Até aqui falamos de coisas boas e significativas apenas para o protagonista da história.

Falamos do bem apenas pra si.

Devemos considerar que nossa participação nessa vida para um mundo melhor, para uma sociedade mais justa e com mais amor é imprescindível. Só depois de fazermos algo de bom para alguém, de ter uma atuação, uma participação realmente ativa e que reflita da vida de outrem é que podemos dizer que alcançamos o sucesso.

Passar por essa experiência terrena apenas para satisfazer nosso ego e nossos próprios desejos, nos torna inúteis. Se você está aí pensando qual sua parcela para um mundo melhor, ou tentando achar formas de se tornar cooperativo nessa busca por mais caridade, empatia e amor, eu tenho uma ótima notícia: Não é tão difícil, basta querer, escolher participar e ter dedicação.

Você precisa olhar de verdade para as coisas e pessoas que te rodeiam. Você precisa ir mais além… Precisa ver o mundo com olhos de positividade, otimismo, fraternidade, ternura e afeição. Você realmente precisa se amar, amar o que faz, amar sua vida e usá-la para transformar a vida, o dia ou o pequeno momento de alguém.

Vou citar aqui um exemplo simples de carinho com o outro. Foi o que veio na mente nesse momento de escrita:

Aqui na minha cidade quando preciso ir ao banco, já sinto uma satisfação antecipada. Sei que quando chego lá sou recebida com um desejo de bom dia, um sorriso, um café ou um mate e isso tudo recheado de consideração e cuidado. Você deve estar aí pensando:: – deve ser o gerente do banco com algum interesse. Nada disso! É o segurança do banco! Ele não ganha nada por isso ou para isso, não faz por conveniência ou querendo tirar proveito. Ele faz pelo simples fato de se sentir bem fazendo isso. Ao se sentir participando
de maneira singular do meu dia e de tantas pessoas que passam por ali, com certeza ele deve crer que é especial e ser retribuído com muitos sorrisos e energia positiva. Um pequeno gesto, uma atitude simples, mas que me faz pensar: “Ele faria muita falta se não estivesse ali quando eu chegasse”!
E você, faria?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here