Seja leve

0
139

Lençol no varal ao vento, uma pena, bolinhas de sabão, seda sob a pele…

A leveza não está somente em coisas palpáveis.

Alma leve, pensamento leve, jeito leve, amor leve! Que a maneira leve de viver possa cada vez mais ser objetivo, ser busca nesse nosso mundo por vezes tão carregado.

Que a brisa no rosto sem hora para acabar possa substituir o vento no rosto da janela do carro em alta velocidade para cumprir um compromisso muitas vezes dispensável, não essencial.

Acumular trabalho, encher os bolsos de dinheiro sem se preocupar com o resto, pesa!

E quando o peso da pressão é maior que a leveza da paz, da tranquilidade… a vida vai perdendo o encanto. Se entrou no automático, já deixou de ser coração. Se deixou de ser coração, a máquina nos sucumbe.

Se as pessoas soubessem que a felicidade não advém do acumulo e sim do desapego, da leveza, de se doar, de se jogar, de sonhar, o mundo ficaria “cheio” de encanto e suavidade.

Seja leve, pois, esse momento tenso que vivemos – no mundo – está nos empurrando para isso. O que realmente importa? O que nos preenche, o que nos é valioso?

Quando conseguimos enxergar aquilo que é obvio e ao mesmo tempo transparente, o fardo se apequena e a vida flui na nossa leveza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here