Atire a primeira pedra

0
130

Este país, com defeitos e com virtudes, é realmente fantástico. Com más administrações e com corrupção a varrer, assim mesmo continua sendo o guarda-sol dos brasileiros bem intencionados.

Vai em frente apesar do esforço em derrubá-lo praticado por maus políticos.

O fato interessante é que, ao invés de acabar definitivamente com o ilícito, opta-se por punir alguém por crime de menor potencial ofensivo, dando liberdade aos de colarinho branco, que se divertem à custa do suor alheio.

Ouço repetidas notícias de crimes eleitorais e de presos por cometer pecados comuns da sociedade política. O que faz boca de urna, o que distribui cesta básica e outros que doam remédio, pneus, dinheiro e tijolos em troca de votos. Gravações que não deixam dúvida.

E fico meditando. Enquanto pequenos dormem na prisão por dias, os grandes continuam no poder, falando grosso e assumindo cargos no governo ou no parlamento. Tudo sem um mínimo de rubor na face.

Atire a primeira pedra o político que nunca fez uma doação eleitoreira ou uma promessa mentirosa. Quem tem telhado de vidro não atira pedra a esmo.

Em absoluto defendo essa prática nojenta de comprar pobre por alimento. O pobre tem que ser orientado a trabalhar com dignidade para fazer jus a uma remuneração condizente, permitindo-lhe a alimentação da família. Mas bode expiatório nunca!

PERIGOS

Estradas e águas são os perigos que rondam os imprudentes neste verão. Apesar dos conselhos desesperados, de pessoas e de entidades, muitos ainda abusam no volante e nos açudes, rios e mares.

Nunca é demais advertir para um cuidado maior diante das notícias transmitidas diariamente, porque os familiares não merecem sofrer.

Quantas famílias enlutadas! Crianças, adolescentes, jovens e chefes de família perdem a vida imprudentemente.

Será que essa estatística sofrível vai ser repetida neste fim de ano? Uma loucura. Sabendo-se que um pouco de cautela e responsabilidade evitaria todos os males.

RECOMEÇOU

O Supremo Tribunal Federal reiniciou o julgamento dos acusados por desvio de recursos públicos em troca de votos nos parlamentos.

A impressão que fica é que meia dúzia vai parar atrás das grades, mas os verdadeiros autores da corrupção serão beneficiados pela prescrição das penas. A menos que esteja enganado.

As notícias que circulam, do próprio Marcos Valério e da anterior esposa de José Dirceu, dão conta de que eles não são os únicos culpados. Teve gente grande atrás deles que não apareceu no processo em julgamento.

Os chefes mandam nos subalternos e não assinam os memorandos…

CUBA

Da cuba que gosto é daquela do tempo da juventude. A cuba libre dos bailes apaixonados. Da ilha de Fidel, que ainda não conheço, não faço boa imagem. Talvez esteja enganado.

Para vender para o Rio Grande do Sul, nada tem. Para comprar do Rio Grande do sul, não tem dinheiro.

Depois tudo é do governo.

No estado, se gasta muito dinheiro em viagens, quando há problemas sérios que estão à espera de investimentos.

Enfim, o administrador tem seu modo próprio de pesquisar o mercado e procura os parceiros.