Feliz Ano Novo

0
136

Vivemos mais um ano. Ufa! Não foram dias fáceis, houve horas de incertezas, tivemos uma série de problemas. Mas somos vencedores. Nenhuma dificuldade foi suficiente para tirar o nosso ânimo. Provamos, outra vez, que é possível ultrapassar os obstáculos oferecidos pela vida.

Do ano velho, só carregamos nas malas os acontecimentos que foram bons, que nutriram nossos sentimentos, que regaram nossos sonhos. Mala lotada para a longa viagem do ano novo.

Estamos orgulhosos da nossa coragem para enfrentar um novo tempo, seja ele como for. Não nos faltará inteligência para saber administrar os problemas. Que eles venham, mas que sejam mais coniventes conosco. Não sejam tão difíceis como os que aconteceram.

Não vamos correr atrás de dinheiro, mas que tenhamos o suficiente para administrar a família. Não vamos correr atrás de vaidades pessoais, porque elas são passageiras, se consomem com o passar dos dias. Queremos, fundamentalmente, saúde, trabalho, oportunidades e paz de espírito.

Vamos precisar dos parentes e dos amigos, que sempre estão do nosso lado. Verdadeiros guardiões de nossas vidas.

Serenos gratos a Deus, porque nos permitiu iniciar um novo tempo, devidamente preparados para praticar o bem. Venha 1013! Nós te receberemos!

POLÍTICA

Assumirão dia 1º os novos administradores municipais: prefeito, vereadores e secretários. A responsabilidade é grande, pois os problemas são desafiadores e os recursos poucos. O equilíbrio orçamentário deve ser observado, porque o Tribunal de Contas do Estado impõe multas.

Não é possível fazer milagre na administração pública, mas é possível fazer as obras necessitadas pela população. Espera-se que esses objetivos possam ser alcançados.

A experiência de mandato anterior pesa muito neste momento, pois o ocupante do cargo é capaz de discernir qual o melhor investimento a ser concretizado.

O desejo da população, esquecendo-se a cor político-partidária e os duros embates da campanha eleitoral, é de que os novos mandatários tenham êxito na missão. O sucesso deles será a satisfação da população.

LOROTA

Assim se resume a piada ignorante e sem graça assumida por pessoas ilustres deste país – a do fim do mundo. Vá lá que a humanidade faz por merecer um puxão de orelhas pelo que anda fazendo, mas há bilhões de anos pela frente para uma reconciliação com o bem. No entanto, lamentável é que milhares de pessoas acreditaram na interpretação da equivocada civilização Maia. Prepararam-se para morrer.

Uma lorota das grandes. Os adivinhos e pregadores de fatos futuros se deram mal dessa vez. Tiveram de confessar que cometeram um mico.

Fica com a população a certeza de que a humanidade deve melhorar seu comportamento. Estamos destruindo a natureza impunemente e podemos no futuro próximo pagar alto preço por isto.

CENAIR MAICÁ

Estou lendo “Terra e Cidadania”, obra do Dr. Valter Portalete, que narra saudosamente a vida entre nós do grande poeta missioneiro Cenair Maicá. Letrista brilhante e músico de reconhecida qualidade, Cenair retratou a gente das missões, preocupado com os índios e com os desamparados. O Dr. Valter foi feliz na obra, que merece ser visitada por todos aqueles que cultuam as autênticas tradições gaúchas. A família Maicá agradece.