Guerra pelo poder

0
137

Ainda é cedo, mas os candidatos à presidência da República e aos governos de Estados puseram as mangas de fora; vão à disputa com vagar e com habilidade. Não querem magoar possíveis aliados pela importância da disputa unidos.

Assistiremos a palavras encantadoras, e enganadoras, com promessas e com ofertas, no sentido de embriagar o eleitorado. Quem está no poder, distribuirá benesses à população à custa de sacrifícios futuros para o país. Quem não está, aproveitará as oportunidades para desfilar manifestações de críticas à atuação dos partidos empoleirados no poder.

Não é necessário ser muito inteligente para perceber como se comportarão as pessoas políticas interessadas nas próximas eleições. Romarias, caravanas, apertos de mão e falsas palavras de carinho aos menos favorecidos. Tudo é válido em períodos pré-eleitorais.

Serão confrontos aguerridos nos diversos níveis de disputas e nenhum pré-candidato vai perder a oportunidade de aparecer sorridente e tentar fazer esquecer um passado nebuloso.

É importante que a população saiba aproveitar esse período, tirar vantagem dele, porque os candidatos tentarão conquistá-la a qualquer preço.

Eles, hábeis, sabem como fazer.

DINHEIRO

Vai chegar um bom dinheiro para investimento no município. O valor é de R$ 34 milhões. Projeto elaborado ainda no governo do prefeito Eduardo Loureiro.

A alternância do poder não significa desqualificar o governo que passou e deixar de reconhecer o benefício que deixou.

Os partidos existem para manter viva a democracia, não são inimigos entre si. O voto livre do povo é o que permite a vitória da agremiação.

O dinheiro será aplicado em asfaltamento, recuperação do asfalto em ruas da cidade e na construção de abrigos de ônibus.

Assim se constrói o futuro do município: na união da comunidade. Todo esforço tem que ser realizado nesse sentido.

BAFORADAS

Podem fumar à vontade, desde que longe de mim. Não sou radical contra o pitador, mas confesso que não suporto o cheiro do fumo e a fumaça que o cigarro faz.

Outro dia, numa viagem de avião, um fumante abusado acendeu o cigarro em pleno voo. Levantou-se um médico e foi ao banheiro tomar um antialérgico. Era asmático. Logo após, uma passageira pediu socorro à aeromoça, que foi falar com um mal-educado. E este reagiu.

Veja o mal que o fumante faz para si e o desrespeito que causa a outrem.

Ameaça de câncer e doenças pulmonares, expostas nas carteiras de cigarro, já não comovem ninguém. E os conselhos, então, são verdadeiras piadas para os fumantes.

ELOGIO

Antes tarde do que nunca. Com atraso, por desconhecimento, louvo a atitude do vereador André Marques, exercendo em substituição o prefeito, por mandar a Santa Maria um grupo de qualificados servidores a fim de ajudar na assistência aos envolvidos pelo trágico incêndio da boate.

Havia entre as vítimas santo-angelenses, mas o que motivou a atitude do vereador certamente foi o sofrimento de milhares de pessoas.

Gestos assim, de pessoas de qualquer partido político, merecem o reconhecimento, o que faço, com atraso, com a afirmação do mérito ao autor da medida adotada.