Alunos reprovados

0
74

Em décadas passadas, poucos médicos clinicavam por aqui e não havia nenhum farmacêutico com curso superior. Era comum então os doentes procurarem remédios para seus males com os próprios donos das farmácias ou com os curandores Orlando Beck, Seu Germano, Eduíno Goelzer e muitos outros. Entre os donos de farmácias ninguém receitou mais do que Walter Amaral, da Drogaria Amaral, e Irineu Alfredo Ronconi, da Farmácia Ronconi. Do Walter eu já falei, agora vou falar do Ronconi.

A farmácia dele, situada na Avenida Brasil, quase ao lado do Hotel Maerkli, atraía muitos fregueses. Eu nunca tomei remédio receitado pelo Ronconi, mas muitos santo-angelenses tomaram e aprovaram. Só para citar alguns: Nairo Bittencourt, Airton Toaldo, Cecília Lunardi, Elenir Kesterke, Alfredo Obregon, Willian Nardes, Luiz Nicola Vieira…

O meu amigo e colega João Luzardo Beck Aquino veio de Bossoroca pra tomar remédio do Ronconi e salienta que se tratava de pessoa especial, bondosa e com muito conhecimento sobre remédios, como também ajudava pessoas necessitadas, doando o remédio receitado. Não enriqueceu, é claro. O chargista Augusto Bier, criador do alemão Blau, traz seu depoimento:

– Lembro dele. Pai do meu amigo e físico Irineu Alfredo Ronconi Júnior. Eu dizia pro meu pai (Mr. Bier) que aquele homem parecia o Castro Alves. Cabelo no estilo do poeta dos escravos.

O radialista Cláudio Muzak Karlinski também tem o que contar. Ainda jovem, o conhecido apresentador procurou o Ronconi em sua farmácia, como nos conta:

– Sentia uma forte dor abdominal, no lado direito. Ronconi me deu remédio em pílulas e falou que poderia ser apendicite e precisaria ser operado. Com medo tomei o medicamento e melhorei. Esta é uma história com h maiúsculo!

Em razão da popularidade, Irineu, trabalhista convicto, disputou uma cadeira na Câmara de Vereadores e se elegeu, com facilidade. O jornalista João Baptista recorda que foi colega do Ronconi na legislatura de 1969 a 1973 e inclusive tomou remédios receitados por ele. E dava certo? Baptista responde:

– Era tiro e queda.

Pra finalizar, lembro de uma proeza do Ronconi. Graças a uma informação confidencial, o vereador ficou sabendo que o jornal O Debate, de Utalino Fernandez, publicaria na edição seguinte matéria bombástica contra líderes trabalhistas, especialmente contra João Goulart e Leonel Brizola. De manhã, bem cedo, o Ronconi se postou na frente da redação, na Rua 25 de Julho, e comprou toda a edição do jornal diretamente dos meninos jornaleiros… Como resultado, a matéria sensacionalista não repercutiu na comunidade. Mas a figura do curandor e vereador tomou conta do cafezinho do Cisne.

A SABEDORIA DE EMMANUEL: “Trarás contigo a paz que fizeres nos outros. Temos sempre o que damos. Isso é a Lei de Deus.”

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here