As frases dos outros

0
113

O tema cremação de cadáveres, objeto da coluna anterior, mereceu comentários da amiga Liane Helena Schneider Flach, diretora da Rádio Cerro Azul, de Cerro Largo, e do amigo Giancarlo Carminatti Baretta. Liane assim escreveu:

– Li o teu texto. Eu acho que a cremação de cadáveres é a melhor forma de irmos totalmente embora deste planeta. Esperei 72 horas para cremar o Pio (João Pio Flach, dentista), pois já era sabedora deste princípio e queria para ele o melhor. A cremação ocorreu a pedido dele, uns dois minutos antes de partir para a vida espiritual. Ele me falou com amor e muita calma, como era a maneira dele.

Por sua vez, o Giancarlo carregou em generosidade, ao se congratular com a coluna:

– Parabéns pelo brilhante texto da crônica. Retrata com fidelidade inquietações que não raras vezes procurei esclarecer com o amigo, à luz da Doutrina Espírita. E agora, mais uma vez, percebo que se tornou mais depurado e compreendido no meu conhecimento ainda incipiente sobre o tema, o qual, em poucas palavras, e sempre na correria e no atropelo, pude escutar de viva voz nas suas palavras pronunciadas com todo conhecimento, sabedoria, sensibilidade e espiritualidade que lhes são inerentes, as quais se entrelaçam, se complementam e se enriquecem neste texto consolador e esclarecedor.

O Espírito Miramez, pelo lápis do médium João Nunes Maia, nos afirma em palavras intensamente compartilhadas na rede social:

– A melhor religião do mundo é o Amor; a melhor filosofia é a Caridade; e a melhor Ciência é o Discernimento.

Cristine Wüst é leitora assídua da coluna e se manifesta:

– Caro amigo, quero agradecer pelos belos artigos no jornal. Mesmo estando longe, acesso diariamente o JM para poder ler suas matérias. Parabéns e admiração pelo seu trabalho.

Luciana Lu adora receber passe, transfusão de energias cósmicas, e conta pra todo mundo:

– Um passe na casa espírita é como um bálsamo de luz e paz para nossa alma.

Chico Xavier encerra os depoimentos de hoje, com o sábio conselho de sempre: – Deveríamos nos abster de opinar sobre a vida alheia… Não sabemos o que nos espera no passo seguinte.