Churrascaria Minuano

0
458

Muitas churrascarias fizeram sucesso em décadas passadas nesta terrinha missioneira, tiveram bons momentos. Hoje eu me lembro da Churrascaria Minuano, do Romeo (assim mesmo) Seibt, situada na Rua Marechal Floriano, ao lado da Joalheria Dumke, de Arthur Dumke. Acomodados, molhando a garganta, além da carne bem assada, os fregueses saboreavam galeto com bacon defumado, sempre no ponto, crocante por fora, como lembra a amiga Ursula Mess, ainda com água na boca… As sobremesas maravilhosas preparadas pela nora Nelcy Gerloff Seibt, com destaque para a ambrosia, a sobremesa dos deuses, e para o sagu, completavam o lauto almoço. Juntos com o Romeu, incansáveis, estavam a esposa e os filhos Jaime e Gastão e muitos garçons, entre os quais, o amigo e colega Renato Schorr.

O radialista precocemente aposentado Cláudio Muzak Karlinski, morador naqueles lados da cidade, recorda que Romeo Seibt começou a trabalhar com churrascaria ao adquirir o Bar e Churrascaria Monte Carlo, do Artur Tesche, na Avenida Venâncio Ayres. Então situada ao lado da antiga Estação Rodoviária, do concessionário Henrique Schultz. O negócio prosperou e, em pouco tempo, Romeo Seibt adquiriu imóvel na Rua Marechal Floriano, onde se instalou em definitivo. O Karlinski recorda que o churrasqueiro Romeo tinha o hábito de sentar em uma cadeira na frente do estabelecimento, todas as tardes, detalhe que eu também testemunhei várias vezes.

Não dá pra esquecer o delicioso pastel da Minuano, inesquecíveis pastéis para o paladar de vários amigos, como a Mirian Sehn, Renato Schorr, Paulo Marzari e Paulo Armando Silveira dos Santos. Festas de casamento e aniversários aconteciam seguidamente na Minuano, para satisfação dos convidados, que saíam bem alimentados e felizes pelos bons momentos de confraternização. Muitos noivos saíram do altar e recepcionaram os amigos no salão da Minuano, como foi o caso de Amábil Helena Menges em 1968 e de Eleasibe José Gobo, que hoje junta versos nas horas vagas, e do bancário aposentado Harry Furstenau, que casaram no ano de 1976. O fotógrafo Alfredo Obregon esteve presente inúmeras vezes nesses acontecimentos festivos, no cumprimento de sua missão de documentá-los para as gerações posteriores.

Neste mundo onde tudo é transitório, há um tempo limitado de existência para os seres humanos e para os estabelecimentos comerciais e industriais. O casal Seibt encerrou a sua trajetória física no tempo certo, determinado pelo Plano Espiritual, os filhos também voltaram para o Outro Lado da Vida, mas a Churrascaria Minuano do tempo deles, continua bem viva na memória e no carinho dos santo-angelenses. Eles jamais abriram mão da qualidade dos serviços oferecidos aos fregueses. Creio que não há melhor recompensa do que deixar motivos para alguém recordar com saudade o restaurante que proporcionou bons momentos aos que lá compareceram e os donos que tão bem souberam tratar os preferenciadores.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here