Conversas de verão – 2

0
153

Arlindo Brum dos Santos andou por aqui durante 93 anos, tirou o chapéu da cabeça e voltou para a Vida Espiritual. Como fazia após vender um pedacinho “premiado” da loteria e desejando boa sorte. Cumpriu uma existência humilde, com dificuldade para se expressar e com permanente dificuldade financeira. Acho que foi o último vendedor de bilhetes de loteria pelas ruas da cidade, fascinado pelo número 10.545, que jamais deu premiado. Aliás, o Arlindo nunca conseguiu vender uma “sorte grande” e o Pedro Kemper, brincalhão como era, chamava o Arlindo de “Branco de Neve”. O Pedro e eu éramos os mais tradicionais fregueses do Arlindo. Depois dele, não comprei mais bilhetes da Federal.

Há gente por aí que não sente a mínima saudade do pai desencarnado. Nem sempre pai é pai, nem sempre mãe é mãe. São os pais ausentes embora dentro de casa. . A professora Avani sente muita saudade do pai que hoje vive no outro lado da vida. Outro dia, a Avani se deslocou a Lorena, no Estado de São Paulo. Numa casa espírita de lá trabalha o médium Rogério Leite, dotado da faculdade da psicografia. Ou seja, a capacidade mediúnica que permite o recebimento de bilhetes ou cartas de desencarnados. Faculdade de que o expoente maior foi o Francisco Cândido Xavier. O seu Vicente Pertusier Coussirat entrou em sintonia com o médium e ditou uma carta para ela. A Avani, banhada de felicidade, me conta:

– Fui presenteada com uma carta do meu pai, onde constam detalhes da minha infância e comentadas as dificuldades que ando passando. Foi um bálsamo para a minha vida.

A Marta também anda saudosa do pai desencarnado, costuma fazer orações em favor dele. Ela sabe muito bem que o pai não se transformou em anjo e muito menos em mais uma estrelinha no céu… Cada um de nós que fizer uma autoanálise sincera vai concluir que está muito longe de ser alguém que eliminou todos os erros desta e das existências passadas, logo nem pensar que vai virar anjo.Que ninguém se iluda.  A Marta agendou consulta com médium de Porto Alegre, na tentativa de obter alguma notícia do pai que voltou para a vida espiritual. Diz ela:

– Sinto saudades do meu pai e quero saber como ele está no Plano Espiritual. Tenho receio de que ele tenha sido recebido como suicida, pois fumou a vida inteira. Isso deve ter comprometido muito o perispírito. Vou ver se posso fazer algo por ele.

Instrutores espirituais advertem que o consumo de bebidas alcoólicas, tabagismo e drogas são meios de suicídio indireto. A pessoa sabe que está comprometendo a saúde física mas segue adiante, se fazendo de desentendida  Sempre com um maço de cigarros no bolso. Anda pela rua fumando, dirige carro fumando, trabalhando e fumando.. São aqueles que só param com os vícios quando doença grave aparece. .Amigo com saúde abalada fumava dois maços de cigarro por dia, mas, diz, que agora só fuma um!

Silvano Saragoso, veterano das emissoras de rádio da Capital das Missões, agora faz jornalismo televisionado para o portal de notícias do Jairo Ferreira, algo pioneiro em nossa terrinha. É o radiocidadesa, com índice expressivo de visualizações. . Gostei de ser entrevistado pelo Silvano, faz perguntas e deixa o entrevistado falar. Já fui entrevistador na Rádio Santo Ângelo, em tempos passados. . Conheço bem o assunto. Respondi perguntas sobre a Doutrina Espírita e sobre o meu novo livro de crônicas, UM RISCO DE LUZ, com coordenação e seleção de textos de Alessandra Jung e capa do talentoso Renato Tobias. Divulgada a entrevista, o Saragoso, com muita alegria,  traz recado animador:

– Em meia hora já estamos chegando a mil visualizações.

A FRASE DO CHICO XAVIER, curtida por Valéria Flach: “Tudo vai passar, momentos ruins passam. Você está vivendo eles por algum motivo. Nada nesta vida é por acaso”.