Eclipse momentâneo

0
106

Não conheço a leitora Janete e não sei se mora em Santo Ângelo. Embora tenha uma crença religiosa como ela informa no recado eletrônico, não consegue secar as lágrimas ante a separação provisória de um familiar. É o que acontece com todos que desconhecem a continuação da vida. Então fica difícil mesmo compreender que o familiar apenas viajou para a vida espiritual. Para os espíritas, morrer não é o fim, como canta o Roberto Carlos. O pensador francês Léon Denis sublinha que a morte é apenas um eclipse momentâneo na grande revolução das nossas existências.

O desabafo da Janete é o desabafo de muita gente, que ainda não despertou para a luz do conhecimento:

– Perdi meu irmão há dois meses. Não consigo aceitar a morte dele. Ando angustiada. Quando estive em São Borja, um senhor espírita falou que meu irmão tinha sido meu marido em vida passada e morreu alcoólatra. Agora voltou ao planeta como meu irmão e não consegui salvá-lo novamente.

Com a resposta que lhe foi dada, a Janete se deu por conformada, prometeu tocar a vida para frente e fugir da tristeza. Tristeza traz problemas de saúde para o ser humano e causa desassossego para o desencarnado. Muitos espíritos mandaram recados aos parentes inconformados, através da psicografia do médium Chico Xavier, pedindo que trocassem a revolta por ajuda a necessitados. A partir daí, a alegria voltaria de imediato. É a receita válida para todos nós e para todos os tempos.

De Igrejinha, onde reside há muitos anos, o ex-vereador santo-angelense Harry Streppel manda e-mail para se congratular com a coluna passada. Ele gostou da referência ao médico Heitor Garcia Rial, que deixou marca positiva em nossa comunidade. O Dr. Rial era major do Exército e lembro que, certa vez, o vizinho Wilson Marchionatti o chamou em casa para dar jeito na febre do Nico, então um menino travesso que adorava pular o portão da casa. Ao vê-lo com uniforme militar, o Nico indagou:

– O senhor é general?

– Sim, sou o General da Banda… (marcha carnavalesca da época)

Mas o Streppel acrescenta que o falecimento do Dr. Rial foi uma pena, pois era figura admirável. Após o óbito, o Rotary Clube Norte de que ele foi o primeiro presidente e o Harry o vice, assumiu o cuidado do Lar do Menino, para dar continuidade ao desejo dele. Tanto no POPSA como no Lar do Menino, a mesmo preocupação do Dr. Rial em favor dos meninos despossuídos de recursos financeiros. O município deu o nome dele a uma escola do interior de São Miguel das Missões, mas parece que não existe mais.

A FRASE DO CHICO XAVIER, sugerida por Elisângela Sallet Savedra – Um pequeno grão de alegria dentro do coração de cada um é capaz de transformar qualquer coisa, pois a vida é construída nos sonhos e concretizada no amor.