Pesquisas de Americanos

0
121

A doutrina codificada por Allan Kardec não tem nos Estados Unidos a mesma penetração que tem no Brasil. Apesar disso, pesquisas de americanos divulgadas em livros têm surpreendentes conclusões, idênticas às espíritas. Em 1975, o médico Raymond Moody publicou “A Vida Depois da Vida”, com relatos de pessoas que passaram pela experiência de quase morte, fenômeno que ainda não tem definição científica. A obra pioneira na matéria sacudiu a opinião pública mundial, seja pelos depoimentos insuspeitos dos que estiveram na vida espiritual e voltaram para a vida física, seja pela credibilidade do autor.

Poucos anos depois, o professor Ian Stevenson, da Universidade de Virginia, desafiou os céticos ao publicar livro arrolando vinte casos sugestivos de reencarnação. Muitos anos de pesquisas, muitas viagens por diferentes lugares do planeta, inclusive ao Brasil, permitiram ao professor reunir mais de seiscentos casos em que o processo lógico e justo da reencarnação aparecia com fortes evidências. Mais recentemente outro médico americano, o Dr.Brian Weiss, escreveu o best-seller “Muitas Vidas, Muitos Mestres”, obra que qualquer autor espírita assinaria embaixo com muito prazer. A reencarnação contada em casos reais, através da hipnose.

Recebo agora do professor de Biologia Wilson Kaercher, santo-angelense que foi diretor do Colégio Júlio de Castilhos, de Porto Alegre, livro de outro médico americano, o Dr.Jeffrey Long, intitulado “Evidências da Vida Após a Morte”. O livro, com primeira edição no ano passado, traz inúmeros depoimentos de crianças, jovens e adultos que estiveram por brevíssimos instantes no plano espiritual e retornaram ao corpo físico. Todos os depoimentos são coerentes, todos os personagens se encontram com familiares e amigos e com seres de luz. É comum nesses casos que pessoas que nada sabem da vida espiritual confundam espíritos luminosos com Jesus.

Como nada, absolutamente nada, existe por acaso, é de se reconhecer que médicos americanos dedicados à pesquisa foram escolhidos para a importante tarefa de conscientizar a Humanidade sobre o prosseguimento da vida em outra dimensão. Mais dia, menos dia, qualquer pessoa de qualquer religião repetirá as palavras do Dr.Jeffrey Long: “As experiências de quase morte revelam coerentemente que a morte não é o fim, mas uma transição para uma vida após a morte. Esse é um pensamento profundamente inspirador para todos nós e para aqueles a quem amamos.”.

A FRASE DO CHICO XAVIER – postada no Facebook por Zenilda Machado – Que eu não perca a beleza e a alegria de viver, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma.