Sonho Consolador

0
137

Outro dia, amigo de muitos anos, funcionário público estadual, aparentava semblante melancólico, em encontro na Avenida Brasil. Semblante diferente do seu costumeiro bom humor. Então fiquei sabendo da desencarnação da mãe do amigo há pouco mais de um mês. Houve abalo em todo o grupo familiar, é evidente. O diálogo entre nós evoluiu para a continuação da vida, que ninguém morre e apenas mudamos de faixa de vida. Saímos do invólucro carnal e continuamos nos movimentando com a roupagem sutil do espírito. Todo o ser humano precisa dessas informações para encontrar consolo e também para se preparar para o próprio amanhã espiritual.
Duas ou três semanas depois o mesmo amigo apresentava fisionomia contente, tinha arquivado a cara amarrada. Por quê? Porque a mãe desencarnada tinha se manifestado através do sonho para uma das netas, e se mostrou mais viva do que nunca. Realmente, assim que pode, o espírito aproveita para se comunicar com algum familiar, para demonstrar que não há razão para tanta tristeza. O sonho é o modo mais comum de comunicação entre os seres dos dois mundos. Alguns dão notícia bem cedo, outros demoram mais. Palavras textuais do amigo, agora bem conformado:
– Minha mãe apareceu em sonho para a Aline (neta), dizendo que se encontra bem e que não há motivo para tristeza.
Não só a cara, mas a cabeça do amigo também mudou para melhor. Antes, não lia livros espíritas de jeito nenhum. Não acreditava nem na mediunidade psicográfica do Chico Xavier. Até comentários sarcásticos fazia sobre os livros recebidos pelo médium de Uberaba:
– Aquilo tudo é invenção do Chico. Ele mesmo escreve e diz que recebeu dos mortos. Comigo, não!
Pois no último encontro de rua, o amigo contou, para meu espanto:
– Hoje à noite vou começar a ler o livro “Paulo e Estevão”. Você conhece, já leu?
– Sim, já tive o prazer de ler esse romance histórico de autoria do Espírito Emmanuel. É uma leitura emocionante, a melhor obra sobre a missão gloriosa de Paulo no cenário terreno. Garanto que você vai gostar.
Realmente, o amigo adorou o livro e recomendou para outros amigos. A inconformidade ante a partida da mãe para a vida espiritual deu lugar a uma saudável consolação. O mencionado amigo ainda não ingressou numa casa espírita, mas agora é propagandista dos livros psicografados pelo inesquecível médium mineiro. Qualquer hora dessas, o amigo vai chegar de mansinho em alguma casa espírita da cidade. E vai ficar para sempre, com certeza.

A FRASE DO CHICO XAVIER, curtida por Léo Roque Arnold: “Acima da condição religiosa da criatura, deve estar a sua condição moral. Tenho visto pessoas que se dizem descrentes fazendo muito mais pelos semelhantes do que aqueles que rezam o dia inteiro”.