Sonho de universidade

0
259

Carlos Heitor Dutra Brandão sonhou, lá pelos idos de 1968, em instalar em Santo Ângelo a Universidade das Missões, quando aqui somente existia a Faculdade de Direito, ligada à Campanha de Felipe Tiago Gomes. Com dinamismo impressionante, Brandão, assessorado por alguns poucos, em reuniões nos altos da Caixa Rural, na Travessa Mauá, elaborou o estatuto da Fundação Missioneira de Ensino Superior (FUNDAMES), praticamente sozinho. Sob a inspiração de C.Goddard, segundo o qual, “nada é mais forte do que uma ideia cujo tempo chegou.”. Onde funcionaria a FUNDAMES, que não dispunha de recursos financeiros pra nada? Os Padres Palotinos recém tinham construído o prédio “redondo”, para uso de suas atividades. Mas resolveram vender o “redondo” e ir embora daqui. Como, efetivamente, venderam e foram embora.

O Prefeito Ricardo Leônidas Ribas e Brandão conversaram com os Palotinos e chegaram a um acordo. A Prefeitura adquiriu o imóvel e repassou para a FUNDAMES. Então, surgiu a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, sob a direção de Carlos Wilson Schroeder, e pouco depois, a Faculdade de Ciências Contábeis e Administração, dirigida por Vicente Pessato Neto. Na retaguarda, Neréa Ramos Aguiar, cedida pela Prefeitura, assumiu a secretaria do curso de Contábeis/Administração, e Valdir Vian, a de Filosofia, auxiliados por Nélida Porciúncula e por Brigida Finokiet, então com 14 anos. A propósito, a santo-angelense Inês Pagliari Jardim, residente em Ariquemes, Rondônia, me conta:

– O Padre Palotino José Pilon morou muitos anos em Ariquemes e aqui faleceu. Certa vez, nos encontramos num curso, e ele me contou a experiência da organização religiosa em Santo Ângelo, a construção do “redondo” e a venda para a Prefeitura. Escutei com muita atenção a explanação do Padre Pilon, pois no “redondo” cursei Letras

Neréa Ramos Aguiar e Valdir Vian dedicaram-se de corpo e alma aos respectivos cursos superiores e garantiram o sucesso dos mesmos. De Curitiba, Renato Zancan Marchetti, da primeira turma de Administração, hoje professor aposentado da Universidade Federal do Paraná, me pergunta:

– Existe aí alguma homenagem para a Professora Neréa, o “redondo” tem o nome dela? Sem o trabalho heroico dela, quando muitos alunos sentavam no chão, por falta de cadeiras, não existiria a atual URI.

Mas qual o ponto principal do estatuto da FUNDAMES, aprovado em 30 de outubro de 1968, instituído por Darcy Cereser, presidente da Associação Missioneira Pró-Ensino Superior e pelo prefeito Siegfried Ritter? Brandão sustentava que tinha chegado o momento histórico de transformar em ação a ideia de criação da Universidade das Missões, com sede em Santo Ângelo. O artigo 2°, item II, determinava (não existe mais) assim: “A Fundação tem por finalidade (entre outras): mobilizar recursos econômicos, técnicos e humanos no sentido da criação, instalação e manutenção da Universidade das Missões.”.

O sonho de Carlos Heitor Dutra Brandão e seus seguidores não se concretizou, a Universidade das Missões não saiu do estatuto, o que representou frustração para os implantadores da FUNDAMES, mas a URI está aí, felizmente, mas com sede em Erechim.

A LIÇÃO DO CHICO XAVIER
“O maior patrimônio
da criatura é a
consciência tranquila.”

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here