Super Cocefel

0
392

O santo-angelense Alberto Geiss (Leleco) transferiu residência para a Capital do Estado há muitos anos. Outro dia, remexendo o baú da casa, encontrou uma relíquia: um recibo amarelecido de pagamento para o Cocefel. O Cocefel representou um marco no comércio santo-angelense: primeiro supermercado da cidade, situado na Rua 25 de Julho, onde está agora a loja Por Menos. O estabelecimento mantinha sistema de vendas mensais. O freguês comprava os gêneros alimentícios necessários durante o mês e pagava a conta nos primeiros dias do mês seguinte. O referido recibo achado pelo Leleco tem a data de oito de abril de 1977. O valor da despesa correspondeu a 478 cruzeiros e 92 centavos. Shirley Donadel, que hoje reside em São José, Santa Catarina, assinou o recibo e deu quitação. Mas quem inaugurou o Cocefel?

Leda Stocker Ries (filha do estofador Reinoldo Stocker) lembra que o Cocefel foi inaugurado por Willibaldo Ries, falecido esposo dela, e por Alfredo Finger, genro de Frederico Ortmann, proprietário da Casa Ortmann, na mesma quadra da 25 de Julho. Os sócios Ries e Finger mantiveram a firma Comércio Cereais Ferragens Ltda. (Cocefel) por muitos anos e passaram adiante por vários motivos. Convidado pela firma Glitz, de Ijuí, Willibaldo se mudou para Porto Alegre e depois para o Rio de Janeiro. Então, o Cocefel passou para a direção de Gemmi Conti e de sua esposa Leci Conti. O casal pouco tempo depois criou duas filiais: uma na Avenida Brasil, onde agora está o Weinert, e outra na Marechal Floriano, atual endereço da Tumelero.

Altamiro Machado recorda que trabalhou como padeiro na filial da Marechal Floriano, onde foi colega do meu primo José Carlos Grás, o Zeca, gerente substituto. Dona Norica (não sei o nome completo dela) exerceu a gerência da filial da Avenida Brasil O Grande Jornal Falado F-6 da Rádio Santo Ângelo tinha o patrocínio do Supermercado Cocefel. Por mais de ano redigi o noticioso, apresentado às 12h30min, com locução de vários profissionais da época, como José Alcebíades de Oliveira, Francisco Delmar Kotlinski, Rudi Araújo Kother, Waldemar Alfredo Rosenthal, Ricardo Leônidas Ribas, Arami Viterbo Santolim e muitos outros.

Na época, o Cocefel representou um avanço no comércio de alimentos deste torrão missioneiro. Antes, existia o Armazém Morari, situado na Rua Marquês do Herval, esquina com 7 de Setembro, e pequenos armazéns nos arredores da cidade. O Armazém Morari, fundado por Antônio Morari, teve seguimento com Rubi Matias Diel (deputado estadual anos mais tarde), Alfredo Backes, Rubi Johann e seus filhos e Arlindo Benke. O Armazém Morari, bem mais limitado que o Cocefel, merecia boa preferência dos consumidores santo-angelenses. Mas, tudo na vida passa, as pessoas físicas passam e as pessoas jurídicas também.

A FRASE DO CHICO XAVIER: “A saúde não vem sempre da medicina. Na maioria das vezes ela vem da paz mental, da paz no coração, da paz na alma. Vem das risadas e do amor”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here