Um labrador na vida espiritual

0
126

Os desconhecedores da vida espiritual costumam duvidar não só da sobrevivência do espírito como também da sobrevivência dos cachorros. Eles ignoram que também há o reencontro dos cães de estimação com seus antigos donos. No livro “Nosso Lar”, o espírito André Luiz fala sobre a existência de cachorros no outro lado da vida, detalhe incluído pelo diretor Daniel Filho no filme do mesmo nome. O médium norte-americano James Van Praag, dotado de avançadas faculdades de vidência e audiência, tem mencionado a aparição de cachorros ao lado dos protetores terrenos, em numerosos episódios.

No livro “Assuntos Pendentes”, Van Praag contou para duas jovens de 17 e 15 anos, que estava junto delas um menino de uns 9 anos de idade, acompanhado de um labrador. Enquanto o espírito do menino apontava para as moças, o cachorro ficou ao lado delas, parado, tentando lamber as mãos delas. O médium então identificou um dos meninos:

– Ele disse que seu nome é Paul e que está aqui com outro menino mais velho, que se chama Kenny.

Ao ouvir isso, as meninas se abraçaram e exclamaram:

– São nossos irmãos!

James Van Praag continuou informando que os meninos desencarnaram num incêndio. Mas o Kenny aparteou de imediato:

– Mas nós estamos vivos! Nós não morremos de verdade!

O cachorro labrador continuava lambendo as mãos das moças, tendo uma delas falado para o médium:

– Isso faz sentido. O labrador nos salvou do incêndio. Lucky nos acordou no meio da noite e nos tirou de casa. Mamãe voltou correndo para pegar os meninos, mas não conseguiu sair mais.

O espírito da mãe das jovens transmitiu então recado através do Van Praagh:

– Sua mãe está dizendo que houve uma razão para vocês se salvarem. Vocês duas têm muito a realizar, especialmente ajudando os outros. Vocês precisam aprender com o que aconteceu e ajudar os que necessitam de apoio. A mãe de vocês está dizendo que ela e seus irmãos estarão sempre ao seu lado, incentivando-as. Eles as ajudarão do lugar onde estão. Nós não estamos enterrados. Estamos mais vivos do que vocês!

O relato do James Van Praag é capaz de secar muitas lágrimas de leitores da coluna ainda inconformados com a ausência de entes queridos. É possível que este episódio incentive muitos a buscarem a leitura de livros espíritas. O seu Antenor, frequentador do Amor ao Próximo, nunca tinha lido um livro, resolveu comprar Violetas na Janela e se encantou. Hoje está no décimo sétimo livro e convicto de que a morte não existe.

RECADO DE LONDRES – A santo-angelense Roberta Ritter manda e-mail: “Hoje recebi uma bela surpresa pelo correio: o seu livro Pra Cabeceira da Cama. Meu pai (Celso Ritter) leu e enviou para que eu agora o desfrute. Tenho certeza que irei gostar”.

A FRASE DO CHICO XAVIER – destacada por Luiz Fernando Codinotti – Se eu não tivesse encontrado Jesus no Espiritismo, eu não teria ficado.