Nova era

0
143

“Duvidar de tudo ou crer em tudo são duas soluções igualmente cômodas, que nos dispensam, ambas, de refletir” – Henri Poincaré.
Ocorreu no último fim de semana, em Florianópolis, o 1º Fórum Mundial de Contactados. Estiveram presentes pesquisadores e contactados de vários países.

– O que é um contactado?

Contactado é a pessoa que consegue comunicar-se com inteligências extra-terrenas seja em nível consciente ou presencial. E lá estava Bianca! Bianca e Hermínio é um dos casos mais extraordinários da casuística mundial. Em 1976, viajando entre o Rio e Belo Horizonte, subiram junto ao Gordine em que trafegavam até a bordo de uma nave, através de um faixo de luz. Ali ficaram dois dias. Mantiveram contato com Karran, um habitante de outro planeta que lhes revelou parte da história da Terra. Contou-lhe coisas importantíssimas sobre nossa realidade. Não vou relatá-las aqui, basta procurá-las a quem interessar, em livros ou mesmo na internet.

Aos incrédulos – a massiva maioria – pode parecer absurdo a realidade ufológica mas, afirmo: estamos no limiar, às portas de contatos em nível mundial. Enquanto nossos cientistas gastam fortunas com projetos tipo SETI, com radiotelescópicos auscultando o cosmos em busca de algum sinal inteligente e até agora, infrutífero; no mundo todo, diariamente, são feitos contatos e a aparição de UFOS, os discos voador, se dão em larga escala.

Nosso sol desde a última perturbação magnética há doze mil anos (12.000) está entrando novamente em novo ciclo de explosões. Para uma estrela isso é normal, como uma pulsação, porém para os planetas que lhe cercam pode ter muitas consequências. Isso é preocupante pelo magnetismo próprio que lança no espaço em todas as direções. Isso abala física e psiquicamente os planetas e os habitantes desse sistema. A cada dia mais perturbação. – Como está a sociedade hoje? Bem, vejamos, isso não é uma profecia do caos, mas sobre profundas modificações em curso que nos atingem nesse presente e que acarretarão mudanças benéficas para o futuro de nossa humanidade.

Eles estão aqui! Sempre estiveram nos milênios ao longo da história. Desde 1945, 1947, quando o homem dominou o poder atômico, fizeram-se cada vez mais presentes. Inclusive, palestrou no Fórum acima, o coronel americano Robert Salas cujo depoimento foi contundente ao dizer e apresentar documentos quando foram desativadas ogivas nucleares na base de mísseis intercontinentais que era responsável nos Estados Unidos. Cinco ogivas nucleares foram desativadas por naves, então, presentes. Houve bases – os americanos possuem 10 mil ogivas nucleares – em que 50 mísseis com ogivas atômicas foram desativadas ao mesmo tempo pela simples aproximação e certamente intenção de quem as pilotavam. Os militares das três forças, americanos ou outros, são forçados a negarem o que sabem. Há um acobertamento mundial que hoje, felizmente, esta sendo revertido e abertos arquivos secretos para conhecimento da humanidade. No entanto, esses militares, após se aposentarem e já com certa idade, deparam-se com suas consciências e resolvem dizer a verdade que antes não puderam expressar. É o caso do coronel Robert Salas. 

Estamos, incontestavelmente, à beira de uma Nova Era. Assim, como Cristóvão Colombo surpreendeu o Velho Mundo com a descoberta de outro (As Américas), vivemos os momento finais de um tempo onde a visão centralista acredita de que tão somente a Terra comporta humanidade. Outros irmãos, outras civilizações, logo haverão de manifestar-se, não pontuais ou discretos, mas abertamente ao mundo, e nos dizer: “– Vocês, terrestres, são apenas um grão de areia nas praias universais da vida e do Cosmo!”

Vivemos um tempo histórico em nossa concepção de habitantes planetários. Logo saberemos que não estamos sozinhos nem abandonados na solidão do universo, mas há uma irmandade cósmica. O que vem ai será surpreendente. Infelizmente a grande massa está adormecida.

É fácil chamar a nós, ufólogos, pesquisadores, contactados, estudantes do tema, de loucos, de sonhadores. Isso é normal. Historicamente, é normal. A ufologia não é religião, seita ou algo nesse sentido. É matéria inerente a nova realidade. Simplesmente o prelúdio de um novo tempo.

Não vou entrar no assunto dos abduzidos, nem dos híbridos, temas de certa forma inquietantes. No entanto chamo a atenção para o que está acontecendo e que, toca a todos nós, entendamos ou não, acreditamos ou não. Lembro que com o advento dos Crop Circles (desenhos geométricos feitos em diversos tipos de plantações durante à noite) são como um aviso derradeiro, um escancarado recado de que não estamos sozinhos. Hoje somos lagartas, mas evoluiremos para borboletas!