Bar OK

0
106

Na metade dos anos 1960 trabalhava da Rádio Santo Ângelo. 

 

No outro lado da rua ficava o Bar OK.

Nos intervalos, bebíamos água mineral, refrigerantes, acompanhando a sua variedade de acepipes.

Depois do trabalho tomávamos alguns copos de chope bem tirado, de pouco e firme ‘colarinho’.

A marca registrada do bar.

 

Bar OK II

Não menos marcante era a miscelânea de quadros, bichos empalhados e coleções de garrafas, decorando o ambiente.

Bar OK era recanto de lazer, jogar conversa fora reunindo uma ‘fauna’ humana que se misturava à empalhada…

Um dos seus mais famosos frequentadores foi José Alcebíades de Oliveira, o legendário Oliveira Júnior, gerente da emissora.

 

Bar OK III

Por sua popularidade e amizade com o proprietário, tinha seu copo exclusivo, guardado a sete chaves.

Assim vivíamos aqueles multicoloridos e ingênuos anos 1960, entre o trabalho na ZYF-6 e os momentos de descontração no bar do Rieger e suas paredes apinhadas de quadros (Duque de Caxias, Médici e outras autoridades da época), respeitosamente pregados.

 

Bar OK IV

Faziam o contraponto aos bichos empalhados a estátua de um índio, tamanho natural, em pedra, chaveirinhos e coisas que para alguns podiam ser quinquilharias, não para Rieger.

Dias atrás no site Santo Ângelo Viva Gente, escrevi sobre o bar e o copo cativo do Oliveira.

Margarida Rieger Fagundes, filha do dono, acrescentou que o copo está com ela, guardado como verdadeira relíquia.

 

Queda

Queda nas pesquisas de Dilma Rousseff pode resultar da mal explicada compra da refinaria superfaturada pela Petrobrás por vários milhões de dólares.

Não é só.

Sua queda aponta ao cansaço que sente boa parcela de brasileiros com as situações menos auspiciosas do seu governo.

Campanha está na rua e será muito influenciada pelas bolsas de valores.

Pode estar errado quem considerava um passeio de Rousseff em outubro.

 

Canto

Não assisti ao recém-encerrado Canto Missioneiro, em Santo Ângelo. Porém, li e ouvi sobre ele, inclusive elogios à organização, condução, às músicas apresentadas e à vencedora.

Segunda, 31, postagem na internet do advogado e estudioso do missioneirismo, Silvano Saragoso, chamou-me a atenção.

 

Canto II

Questiona os motivos do preterimento de algumas melodias que, conforme ele, se inseriam na temática do evento.

Saragoso lançou desafio a que se encontre motivo de desclassificação de algumas músicas, mesmo ‘dentro da história, dos ideais, valores e princípios missioneiros’.

Polêmica à vista!

 

Turismo

Advogado e especialista em turismo, José Roberto de Oliveira está envolvido em tentar melhorar o turismo na região.

Conforme Oliveira, são necessárias estratégias capazes de fazer com que os turistas pernoitem nas Missões.

Ele considera absurdamente acanhada a media de permanência atual.

Assunto está em discussão.

 

Músico

Essa história de colocar um sub-tenente músico do Exército na missão que viajou à Rússia para examinar sistema antiaéreo é estranha, para dizer o mínimo.

Depois de duas semanas naquele país, usanto seus conhecimentos musicais, certamente se tornou apto a indicar o sistema favorito do ministro da Defesa, Celso Amorim.

Se a compra for feita, brevemente estará na imprensa mais um caso de mau uso do dinheiro público, pois o Pantsir S-1, preferido por Amorim, é o mais caro de todos.

Detalhe: militar músico é marido da ministra Ideli Salvati.

 

Censura

Foi vapt e vupt. Como apareceu, sumiu.

Mas tive acesso à OS que ordenava a não divulgação de notícias das secretarias e departamentos, sem antes passar pelo crivo do Gabinete do Prefeito.

Como dizia Jack o Estripador, vamos por partes.

Inicialmente, a ordem parece um exagero e, se formos a fundo, uma desconfiança aos integrantes da administração.

 

Censura II

Nem uma nem outra alternativa é boa.

Afinal, são ou não de confiança do Chefe do Executivo?

Doutra parte, todos sabem, o prefeito é homem de rádio e jornal que, imagina-se, deve ter sempre lutado contra a falta de liberdade da informação.

Mesmo a ordem se respaldando na Lei Organica, cheiraria a censura e tolhimento da liberdade de expressão.

 

Censura III

Ademais, como o prefeito e sua família possuem duas emissoras de rádio e um jornal diário, sempre ficaria a impressão de que estaria legislando em causa própria.

Pelo sim, pelo não, pegou mal a Ordem de Serviço.

Se revogada, ótimo, será um óbice a menos a ser suportado pelo administrador, que poderia ter passado sem esse tiro no pé…

 

Diversas

Falta de professores e escolas em mau estado os maiores problemas do ensino público gaúcho.

*****Edison Lobão acena com possibilidade de apagão durante a Copa se não houver economia, reconhecendo a fragilidade do setor.

*****Dentre os motivos para estupro, o maior é a sanha do agressor. Único culpado.

*****Faculdade de Medicina, tudo indica, passará por trabalho conjunto com a Universidade Federal de Cerro Largo. Apesar de vinculada, execução seria em Santo Ângelo. É pegar ou largar.

*****Má gestão da Petrobras e anúncio de CPI devem respingar em Dilma Rousseff. Trabalho de blindagem a pleno vapor.

*****Continua repecutindo negativamente posição do empresário Jorge Gerdau, do Conselho da Petrobras. Disse desconhecer detalhes do contrato. Faz o que como conselheiro?

*****Preço final da refinaria adquirida pela Petrobrás: 1 bilhão e 300 milhões de dólares.

*****Majoração de impostos elevou preços dos remédios, deixando usuários preocupados.