Bernardo

0
120

Quem disse que seria fácil; que os acusados de tirarem a vida do menino Bernardo Boldrini iriam confessar o crime hediondo? Quem disse que a diligente delegada do caso não teria que sofrer sua catarse?
Esse, como outros casos, ficará à mercê das filigranas da lei e da necessidade de procrastinar.
Advogados com alguma habilidade, outros nem isso, farão desfilar suas catilinárias.

Bernardo II
Enquanto isto o tempo delongará, não sendo poucos os que conjeturam, brevemente, todos ou parte dos suspeitos, estarão livres.
Outros crimes, adredemente planejados e consumados, parecidos com o que interrompeu a tenra existência de ‘Be’, ganharão os noticiários.
Homicídios desse tipo não são incomuns.
Maldade, cobiça, inveja, ódio, desamor, não são meras figuras de retórica.

Bernardo III
Quando se conjugam e encontram terreno fértil, acabam em crimes hediondos.
É necessária ampla investigação, nos parâmetros da lei, sem pressa, açodamento, a luz dos fatos; conhecer os porquês do crime, suas motivações.
E, finalmente, que os culpados sofram os rigores da lei!
Até lá, fiquemos vigilantes!

Macacos
Ou fomos, somos, ou um dia seremos macacos. A mistura racial em um país como o Brasil é inevitável.
Esta onda nojenta de se ofender a negros nos campos de futebol cansou. Merece verificações na justiça e no seu lado humanitário.
Recentemente o juiz Márcio Chagas da Silva arquivou o apito, cansado das ofensas, que respingavam nos familiares.

Macacos II
Agora, na Espanha, Daniel Alves recolhe uma banana jogada ao campo e a come. Há quem diga inserida no bojo de campanha publicitária.
A ousadia, a presença de espírito – ou a encenação – do jogador do Barcelona é mais um pedido de basta a todos aqueles que têm ofendido aos afrodescendentes, como se diz no politicamente correto.
Basta de preconceito.
São necessárias duras medidas, punições exemplares, para que cesse essa onda inumana, ensandecida e desrespeitosa.

Macacos III
Fomos, somos, ou seremos todos macacos para o desprazer desses sem cérebro.
E tudo acontece em pleno século 21, que deveria ser das luzes.
Mas ainda vivemos nas trevas, ao menos vive essa parcela obscura da civilização que parece jamais ouviu falar em igualdade racial.
É preciso um fim na discriminação.
Até com campanhas publicitárias!

Santo-angelenses
Este ano pretendo finalizar a série ‘Santo-angelenses’.
No fecho, na Praça da Catedral, inumaremos a urna contendo as duas edições, meu livro Crônica do Tempo e exemplares do Jornal das Missões, de A Tribuna e d’O Mensageiro, daquele dia, para ser desenterrada em 25 anos.
Leiam trecho de depoimento do advogado Aldo Medeiros, referindo-se ao pai.

Santo-angelenses II
“Tive um pai idealista, João Calisto de Medeiros, que se pode afirmar deu ao mundo muito mais do que dele recebeu, posto que dedicou sua vida a causas nobres, muitas vezes com sacrifício pessoal e de sua família, tendo eleito a Educação para os menos favorecidos como a mais importante, não por acaso tendo criado mais de 200 estabelecimentos de ensino no Sul do país desde o 1º até o 3º Grau, inclusive o Sepé Tiaraju e a Faculdade de Direito de Santo Ângelo”.

Obliterada
‘Remanejo’ pretendido pelo governo estadual com o insuficiente efetivo de brigadianos é, como disse o presidente Valdir Andres, da Famurs, ‘vestir um santo e desvestir outro’.
Durante um mês dois mil homens ficarão aquartelados na Capital para policiamento durante a Copa.

Obliterada II
Esse contingente fará falta nas cidades de origem, demonstrando a maneira obliterada como os dirigentes da Segurança encaram seus problemas.
Seria uma ocasião aos munícipios apresentarem soluções alternativas, embora tema-se acabe virando debate político entre governo e prefeitos.
Equívoco poderá possibilitar a migração da bandidagem de Porto Alegre às cidades despoliciadas.

Marchetti
Renato Zancan Marchetti, santo-angelense, professor da PUC, no Paraná, referindo-se ao livro ‘Crônica do Tempo’:
“Caro Belmonte. Recebi o teu livro. Brilhante trabalho, texto agradável. Uma magnífica viagem nos bons tempos. Belas lembranças dos amigos e da nossa querida Santo Ângelo. Gostei muito da foto dos caminhantes (rsrsrsrs). Um grande abraço”.
Marchetti se referia à publicação de foto, feita numa noite do inverno de 1966, em que ele, Jesus Severo, Paulo Rebelato e eu, caminhávamos pela Marquês do Herval, rumo ao 28.

Ladeira
Queda nas pesquisas coloca de molho as barbas dos aliados.
Descendo a ladeira, Dilma deve estar preocupada com a possibilidade de não ser a candidata, mas Lula da Silva, em campanha de desqualificação dos ex-companheiros de partido, Zé Dirceu e Zé Genoíno.
Tentativa de se desgrudar deles é mais do que sintomática.
Será preciso uma repensada nas estratégias, por conta da ascensão de Aécio Neves.
Como o governo tem muitas explicações a dar sobre altos juros, inflação e obras atrasadas do PAC, encolhimento dos números poderia decretar a troca pelo ex-presidente.

Diversas
Cúpula pedetista prestigiou aniversário do ex-prefeito Eduardo Debacco Loureiro dia 24, na Capital. Presentes os pré-candidatos às próximas eleições, Vieira da Cunha (Governo) e Lasier Martins (Senado). Sábado, 26, no CTG 20 de Setembro, mais de duas mil pessoas foram abraçá-lo. Convidado aos eventos, infelizmente, não deu para comparecer. Reitero cumprimentos.

*****Vereadores apegados às suas altas diárias de viagens derrubaram proposta de Diomar Formenton para reduzi-las. Votaram pela diminuição ele, Paulo Azeredo e Everaldo Oliveira.
*****Operação lava-jato denunciou ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, de recomendar Markus Moura para dirigir a Labogen do doleiro Alberto Youseff. Temendo repercussão desfavorável à candidatura ao governo paulista, defendeu-se: ‘eles mentem’.
*****Ao receber título Honoris Causa, em Salamanca, Espanha, questionado sobre problemas da Petrobras, Lula da Silva disse nada saber. À TV portuguesa negou existência do Mensalão, insinuando que petistas presos não são homens de sua confiança… 

Reflexão de fim de semana
“Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão que é capaz de imbecilizar o homem”. (Nelson Rodrigues)