Coisas de rádio

0
129

Não há melhor fábrica de histórias e estórias que o rádio. Verossímeis ou não, fazem a alegria dos que as ouvem e a desgraça dos personagens!
Uma envolveu Orestes de Andrade, há anos estrela da rádio Guaíba. Ocorreu na Sepé da Rua Antunes Ribas, 1600, primeiro andar do Edifício Noroeste. Eu supervisionava a programação e o jornalismo. Para aumentar ganhos vendia publicidade.
Um dia negociei campanha publicitária com uma funerária.
Orestes, competente intérprete de comerciais, foi escalado para gravar os institucionais.

Coisas de rádio II
Depois de ‘vender os serviços’, texto sugeria: “A sua dor já é o bastante, deixe o resto conosco”. Coloquei na mesa de locução para ser lido.
Quis fazer uma gracinha com Orestes. Antes de ele assumir o horário, modifiquei o encerramento comum trocadilho de humor negro: “deixe o Orestes conosco”.
Como geralmente comercial avulso era conferido antes, esperava fizesse isto.
Como o cliente não reclamou, imagino que Orestes flagrou a ‘gracinha’.

Reencontro
Jantar-baile, dia 20 no Gaúcho, revelando bom uso das redes sociais para recadinhos, marcação de encontros, recordação de experiências de vida. Como disse alguém: ‘é um encontro com nós mesmo, com nosso passado’.
Reunindo pessoas que há muito não se veem, desta vez há um diferencial: será em Santo Ângelo de onde um dia a maioria saiu em busca de novos rumos.
Singular momento, proporcionado pela Associação dos Santo-angelenses em Porto Alegre, pelo grupo Santo Ângelo Viva Gente e Clube Gaúcho, palco do reencontro.

Dengue
Morte da primeira vitima por Dengue ocorreu em Santo Ângelo colocando em alerta-absoluta setores de saúde na cidade e região. Falecimento de Marisa de Lima, 41, demonstra a necessidade de redobrar cuidados e especializar atendimento a quem procura hospitais com sintomas. Criação de forças-tarefas e os trabalhos de vigilância epidemiológica, imagino, serão intensificados tornando-se permanentes.
Também deve ser multiplicada conscientização da população para a necessidade de manter vazios potes, bacias, revisar pátios evitando água parada. Dengue terá que ser combatida de todas as formas. Já se disse prevenir é melhor do que remediar. Pioneira em caso de morte, no RS, com vários casos suspeitos, espera-se alerta-geral continue.

Lava Jato
Diário de Santa Maria noticiou que o prefeito Valdir Andres, em 2010, quando concorreu a deputado, recebeu R$ 30 mil da Elusa Engenharia, envolvida na Lava Jato. Conforme assessores foi prestado conta ao TRE. Nesta relação constam outros parlamentares, com quantias superiores, naquela e na eleição de 2014.

Contingenciamento
Enxugada orçamentária de R$ 1bilhão pelo governo, tem seus primeiros ruídos.
Aliados mostram-se preocupados com o desgaste político.
Hospitais filantrópicos e santas casas cobram o pagamento de novembro-dezembro e cortes de recursos.
Setores da segurança estão descontentes. Viaturas tiveram redução na quilometragem diária de 80 para 30 km e há problemas com a gestão de pessoal. Base aliada culpa os cofres raspados, herança da gestão passada.

Contingenciamento II
Mesmo impopular contingenciamento diferencia este de outros governos.
Como penas atacar a gastança petista não basta é preciso encontrar fórmulas a que o contingenciamentodo orçamento, não afete atendimento básico à população.
Para debater crise financeira, foi instituída a ‘Caravana da Transparência’. Segundo Sartori, “objetiva dialogar com os gaúchos e dizer a verdade sem falso otimismo”.
Primeira foi segunda, 30, em Passo Fundo. “Com casa cheia, na UPF”, conforme informou à coluna o secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú.

Vaias
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi vaiado em Porto Alegre por movimentos sociais que gritavam ‘fora Cunha’ e o chamavam de racista, corrupto e homofóbico. Deputado se disse indiferente às manifestações. Responde a inquérito no STF por suposto envolvimento na Lava-jato.

Tarso
Repercutindo crítica postada no Twitter pelo ex-governador Tarso Genro.
Para ele seu partido ‘emudeceu’ no Congresso.
Classificou o PT e a presidente Dilma de inertes, na condução da reestruturação da divida dos Estados.
Sobre o tesoureiro-geral, João Vaccari Neto, Tarso o quer afastado durante as investigações.

Indexador
Nesta questão das dividas de estados e municípios, Executivo – Legislativo não se entendem. Câmara fixou prazo para presidente regulamentar lei alterando indexadores. Seria diferente, tivesse sido regulamentada por Dilma, pois ela mesma a sancionou. Desculpa do Planalto é não haver espaço fiscal.
Governador Sartori é contra a lei que dá prazo para Dilma regulamentá-la.

Tiradentes
No dia 21 de abril de 1792, era morto Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.
No livro ‘1789’, lançado pela Editora Nova Fronteira, em 2014, jornalista Pedro Doria publica tramas, discursos, articulações, sonhos, interrogatórios e julgamento dos lideres do mais trágico movimento pela nossa independência.

Tiradentes II
Doria descrevea Tiradentes, no cadafalso: “Um homem grisalho, barbeado, generoso, corajoso, apaixonado, inconsequente, ególatra, beberrão, verborrágico, ressentido, subiu derrotado os mais de 20 degraus à forca e pediu três vezes ao carrasco que lhe fosse breve. Tinha os olhos fixos num crucifixo. É quase impossível imagina-lo lá, inúmeras sensações, ideias e receios cruzavam seu corpo e sua mente”.

Tiradentes III
Com outros companheiros, inspirados na Independência dos Estados Unidos, em 1776, protagonizaram a Inconfidência Mineira, na pretensão de eliminar a dominação portuguesa. Nenhum movimento reuniu mentes tão brilhantes, se bem que tenha terminado de maneira simbólica, com um mártir enforcado e esquartejado.

Diversas
Senador Paulo Paim ameaça deixar PT, se aprovada proposta modificando direitos trabalhistas. “Governo pune trabalhador, mas não cuida da corrupção” – disse a Veja.
*****Presidente, atendendo ao PT, indicou o filósofo, Renato Janine Ribeiro ministro da Educação. Discípulo de Thomas Hobbes, defensor de que ‘o Estado deve ser dono de tudo’, futuro ministro é avesso ao contraditório. A conferir!
*****Mudaram os tempos ou os dirigentes? CPERS desfiliou-se da CUT.
*****Assustador: 8% de inflação e menos 1% de crescimento em 2015.