Pedro Belmonte

0
102

Getúlio
Últimos 19 dias da derradeira passagem de Getúlio Vargas pelo poder estão sendo mostrados num filme excelente, tanto quanto as interpretações dos principais personagens.
Há saudável polêmica pelo modo de falar do ator principal, o correto Tony Ramos. Para um personagem do Sul, de São Borja, na verdade as falas estão longe do sotaque gauchesco, principalmente fronteiriço.

Getúlio II
Tempo que antecede seu suicídio está condensado em duas horas. Formidável reconstituição da época, dos ambientes (filmado no próprio Palácio do Catete, no quarto e na cama de Getúlio), maior senão é a fala.
Caso Tony Ramos tivesse permanecido alguns dias em São Borja, retornaria com ele a maneira de falar, se tornando absolutamente convincente.

Getúlio III
Filme não é retrospectivo das administrações do mais importante político brasileiro do século XX, modernizador a ferro e fogo, da economia e da sociedade brasileira. Mostra a sucessão das traições e pressões políticas, o atentado da Rua Toneleros, culminando com seu suicídio.
Inobstante esquecimento de personagens próximos da sua vida e história como ditador e presidente eleito, muitos estão no filme, como Alzira Vargas do Amaral Peixoto, a Alzirinha, Lutero Vargas, Café Filho, Gregório Fortunato – o ‘Anjo Negro’ –, além do inimigo figadal, Carlos Lacerda.

Subserviência
Ex-prefeito Eduardo Debacco Loureiro, ao analisar atual concentração de renda, comparou situação dos municípios ao Brasil monárquico.
Classificou situação como condenável, colocando os municípios e seus prefeitos em condição de subserviência em relação à União.
Revelando que 62% das riquezas da nação ficam com o governo central, pregou urgenterevisão do Pacto Federativo para que possam ser atendidas adequadamente as necessidades de Estados e municípios.

Seminário
Sempre cobrei dos gestores santo-angelenses projetos de médio e longo prazo. Quem lê a coluna deve lembrar minha insistência a quem fosse eleito pensasse a cidade com olhos voltados não apenas ao presente, mas ao seu futuro.
Parece abrir-se grande oportunidade com o Fórum Permanente de Trabalho criado pela Câmara de Vereadores, que articula realização de um seminário com a finalidade.
Nesse evento marcado para o dia 22, segmentos comunitários estarão reunidos discutindo projetos setoriais de médio e longo prazo.

Gastança
Diante dos resultados negativos de popularidade e intenções de votos, Dilma Rousseff partiu para a gastança, apesar da má situação das finanças públicas.
É mais um paliativo, sem resultados permanentes que beneficiem aos brasileiros, deixando uma herança maldita a ser administrada.
Momentaneamente livre dos incômodos do ‘volta Lula’, presidenta tenta aumentar popularidade.
Dias depois de anunciada sua pré-candidatura, foi vaiada numa exposição em MG.

Repúdio
Lula da Silva disse a TV portuguesa que julgamento do mensalão foi 80% político e 20% jurídico.
Em nota, presidente do STF Joaquim Barbosa foi claro: “Desqualificação do tribunal é um fato grave e merece o mais veemente repúdio”. Lamentou que ex-presidente tivesse recorrido à imprensa estrangeira para questionar a lisura da mais alta Corte do país.
“O juízo de valor emitido pelo ex-chefe de Estado não encontra qualquer respaldo na realidade e revela pura e simplesmente a dificuldade em compreender o extraordinário papel reservado a um judiciário independente em uma democracia verdadeiramente digna desse nome” – finalizou Barbosa.

Santo-angelenses
Trechos do depoimento (íntegra será publicada na edição de ‘Santo-angelenses’), do advogado Júlio Ubiratan dos Reis, ex-vereador em Santo Ângelo, atual procurador geral do Município de Itaqui.
“Santo Ângelo na área cultural dispõe de boa infraestrutura. Centro de Cultura, Teatro Municipal, Biblioteca Pública, Museu e grupos teatrais, Centro de Estudos Missioneiros, Academia Santo-angelense de Letras, que agrega muitos escritores. Possui diversas entidades tradicionalistas (cinco CTGs) e diversos Piquetes que preservam a cultura regional, promovendo cavalgadas, rodeios, desfiles e eventos, como a Semana Farroupilha. São inúmeros grupos de danças regionais, diversas etnias que organizadas em associações preservam seus costumes e valores, inclusive com suas sedes junto ao Parque Municipal de Eventos. O município promove anualmente o Canto Missioneiro.”

Santo-angelenses II
“Na política, Santo Ângelo tem posição de destaque e liderança na Região. Diversos ex-prefeitos têm sido eleitos deputados. Desde a década de 1970 acompanho a política santo-angelense e independentemente dos partidos, alternando-se no poder, tenho orgulho em dizer, tivemos bons prefeitos. Todos, nos últimos quarenta anos, têm honrado seus cargos. A cidade tem bons políticos. Para o seu maior desenvolvimento, nossa sugestão é ampliação dos investimentos no turismo e maior incentivo e apoio para ampliação das indústrias já estabelecidas e busca de novas, para geração de mais emprego e renda.”

Diversas
ZH modernizou sua identidade visual, comemorando cinquenta anos. Nos anos 1970 prestei serviços à Central do Interior. Luiz Figueredo (tempos depois ‘Fig’ revitalizaria o ‘Correio do Povo’), Terezinha Teline, Carlos Alberto Sampaio e Tiaraju Brodckest, alguns dos companheiros de trabalho.

*****Associação dos Santo-angelenses voltando à ativa, impulsionada pelo seu idealizador Adroaldo Loureiro.
Reuniões preliminares têm sido realizadas no Amambu Café, na Cidade Baixa.
Na pauta um jantar a ser realizado brevemente.

*****Versões do assassinato de Bernardo Boldrini desafiando os fatos.
Morte foi acidental. Madrasta livra o pai e ‘absolve’ a assistente. Pai quer separação da madrasta, abrindo mão da herança que lhe caberia deixada ao filho pela primeira esposa. *****Mais uma pré-candidatura. Além de Eduardo Debacco Loureiro (PDT), surge a vice-prefeita Nara Damião (PMDB). Mario Nascimento (PP) estuda possibilidade. Haja voto.
*****Em Gravataí prefeito Marco Soares Alba anistiou juros e multas incidentes sobre tributos. Evita que engrosse dívida ativa, agrada ao contribuinte e, sobretudo, faz caixa.
*****Petrobras divulgou gastos com a sucata de Pasadena. Cifra definitiva é de 1 bilhão e 900 milhões de dólares. Adicional de 600 milhões de dólares foi para melhorias operacionais, de segurança e ambientais.
*****Aposentados, 5,7%; salário mínimo, 6,78%; Bolsa Família 10%. Esses aumentos é a forma como o governo encara quem trabalhou, trabalha e os beneficiários dos programas sociais.
*****Hospitais de pequeno porte proibidos pelo Governo de realizarem partos e cirurgias. Servirão a quê?