Reminiscências

0
101

O que estava acontecendo no Brasil, Estado e em Santo Ângelo, 20 anos atrás?

Revisitando arquivos e anotações, coletei alguns acontecimentos do ano de 1993.

Na área politico-policial, Paulo Cesar Farias, o PC, articulador do esquema de corrupção no governo do ex-presidente Fernando Collor, após 150 dias de fuga, era preso. Prisão do ex-tesoureiro ocorreu na Tailândia, em novembro.

No plebiscito optamos pela manutenção da República e do presidencialismo.

Em Santo Ângelo, eram empossados Adroaldo Loureiro, prefeito e Adolar Queiroz, vice.

Naquele ano as chuvas também causavam prejuízos às lavouras, provocando situação de emergência.

 

Reminiscências II

Em 1993 partiram figuras da política, educação, do empresariado e esporte.

Faleciam Domingos de Oliveira Fortes, o legendário boxeador ‘Domingão’; Wilson Miron, o ‘Papudo’, campeão estadual pelo Grêmio Santo-angelense; Ludwig Michel, construtor do avião com motor de Fusca, o ‘Michel I’; Edgar Krug, empresário; o advogado e ex-diretor da Faculdade de Direito, Irany Araújo dos Santos; o advogado e escrivão de Polícia aposentado, Cicero Padão Samuel e o ex-vereador e desportista, Severino Verri.

 

Reminiscências III

Havia boas notícias como a ascensão de dois santo-angelenses a cargos importantes no RS e Brasil. Alcir Calliari era indicado presidente do Banco do Brasil e Ricardo Leônidas Ribas, presidente do Banco Meridional (atual Santander).

Robriane Raguzzoni era escolhida rainha da 6ª Fenamilho.

 

Missões

Dizem, faltou divulgação da região turística que tem Santo Ângelo e São Miguel como principais atrações, na recém-encerrada Expointer.

Não sem razão, pois o número de visitantes à Feira (se bem que nesta as chuvas diminuíram a visitação) seria motivo para se enviar a Esteio farto material vendendo a história missioneira, inigualável no Estado e Brasil.

 

Missões II

Há anos acompanho tentativas para transformar a região num polo efetivamente turístico. Recordo, lá atrás, o estudioso, Augusto Cesar Pereira dos Santos e, recentemente, os entusiastas Pedro Luiz Ceretta, José Roberto de Oliveira, Mário Simon e o atual secretário, Marcos Mattos.

Mas não se trata de divulgação única, senão continuada. Pouco adiantaria uma campanha publicitária, audiovisuais e folders, de vez em quando.

Santo Ângelo e São Miguel são permanentes, exigindo, portanto, campanhas constantes desse complexo, sua rica história, testemunha da epopeia de índios e da Companhia de Jesus.

 

Missões III

Para que essa parte da história gaúcha se torne mais conhecida, é necessário investimento público e privado. Entretanto, os recursos não serão alocados sem que o produto seja mostrado aos interessados em bancá-lo, colocando-o, definitivamente, na rota do turismo nacional e internacional.

Pode ser que a falta de divulgação de um evento dentro de outro, não seja fatal. Se ocorresse, certamente, potencializaria o nunca negado trabalho e o esforço dos gestores do turismo regional, de levar turistas às Missões.

Embora acaciano, é plantar para colher!

 

Antologia

Ricardo Uhry, professor e escritor santo-angelense, informando que a Editora Global iniciou processo de preparação dos originais dos dois volumes que comporão a antologia UBE-Global textos breves. Um será de poesias outro de crônicas.

Comissão de seleção da União Brasileira de Escritores (UBE) definiu os autores participantes. Ricardo é um dos indicados a participar da antologia.
Publicação sai em novembro.

 

Fuga

Instigante e intrigante.

Refiro-me à fuga do senador boliviano, Roger Pinto Molina, da embaixada brasileira em La Paz, onde esteve refugiado por mais de um ano, sem salvo-conduto.

Instigante porque engendrada pelo diplomata Eduardo Saboia que com a ajuda de dois fuzileiros brasileiros, atravessou a fronteira viajando mais de 1.500 quilômetros, até uma fazenda em Corumbá.

Intrigante pelos estragos na diplomacia dos dois países. Molina – adversário político do presidente Evo Morales –, é acusado de delinquente, do que se defende.

Abstraindo eventuais dissabores aos envolvidos, de tão instigante, pode virar enredo de filme de intrigas internacionais…

Vai duvidar!

 

Redenção

Como a tragédia da Kiss, a queda de um decrépito eucalipto na Redenção faz que as autoridades prometam soluções.

O tombo da árvore de meia tonelada (matando uma pessoa e ferindo outras) mostrou que prefeitura está desaparelhada para detectar antecipadamente situação de cada uma.

Quem frequenta a Redenção, a olho nu, vê que enorme parte das árvores, principalmente as maiores, é velha.

Bastaria a Prefeitura acordar com ambientalistas e SMAM e efetuar a cura ou troca daquelas com troncos e raízes comprometidos por sadias.

A fatalidade – como classificou o prefeito Fortunati – poderá ser evitada. O destino das pessoas pode ser modificado, mediante ações preventivas.

Quanto ao aparelho, será comprado? Deve custar bem menos do que uma vida!

 

Diversas

Presidenta Dilma ficou indignada e muito irritada por ter sido espionada. Cogita cancelar viagem oficial, aos EUA em 23 de outubro, caso o presidente Obama não remeta resposta satisfatória sobre ações de espionagem da NSA. Brasil seria amigo, inimigo ou problema? – queriam saber os ianques.

*****Quando o ministro da Fazenda, Guido Mantega, diz que não chegamos ao fundo do poço, causa terror. Geralmente acontece o contrário.

*****Fim do voto secreto aprovado pela Câmara, somente foi alcançado movido pelo clamor popular sobre os deputados no caso Donadon. Agora é aguardar que o Senado crie vergonha na cara e o elimine, definitivamente.

*****Briga de versões entre SEC e CPERS, sobre sucesso ou fracasso da greve. Principal que seria o atendimento das recorrentes pautas fica em segundo plano. Governo diz não ter recursos para pagar piso. Professores perdem força. Deveriam mudar procedimentos e evitar a greve.