Santo Ângelo

0
107

Março de 1961. Egressos de São Borja, desembarcamos na antiga estação rodoviária, da Avenida Venâncio Aires. Anos depois fomos morar no número 1841 da avenida, numa casa não mais existente. 

Enquanto me adaptava à cidade, uma coisa me chamou a atenção.

Nos fins-de-semana, nas ruas, nos bares, restaurantes, nas sessões dos cinemas Cisne, Municipal e Avenida, os homens usavam gravata e as mulheres elegantes vestidos.
Santo Ângelo II

Bom para o Tilico Colpo, Armando Theisen e Bernardo Bohn, alfaiates da época.

Não podiam faltar ternos pretos, capazes de vestir em recepções, aniversários e bailes de debutantes (com gravata borboleta), nos clubes Gaúcho, 28 e Comercial.

Democráticos, nivelavam ricos, remediados e pobres.

Santo Ângelo III

Era tempo do Café Central e Restaurante do Titio (3 de outubro, mais tarde na Antunes Ribas, até encerrar na Galeria Mirian).

Fora do município há anos, ainda estou ligado por colaborações na imprensa e nele residirem minhas irmãs, sobrinhas, sobrinhos, cunhado, cunhada, filha Paola, netas Julia e Sofia, genro

Anderson, amigos, amigas e descansam meu pai Ademar, minha mãe Maria e meus irmãos Dodi, Duca, Tema e João.

Neste sábado e nos próximos dias, estarei na cidade.

BF

É tido por seus detratores como demagógico, eleitoreiro, estímulo à vagabundagem, sem solucionar às recorrentes necessidades da população.

Falou-se, estaria acabando.

Sobraram boatos na esteira de problema, criado pela própria Caixa Federal, que sem avisar liberou saque de todos os beneficiários, totalizando 2 bilhões de reais, proporcionando corrida às agências.

Diz-se ter sido um balão-de-ensaio para medir a gritaria!

O programa Bolsa Família completa 10 anos, atendendo 25% da população brasileira, saudado pelo Governo que o mantém com unhas, dentes e muito investimento econômico.

BF II

Mesmo com seus senões, especialmente ser paliativo, sem resolver definitivamente as necessidades básicas das famílias, não passa pela cabeça de políticos da oposição, tampouco da situação, sua extinção.

Ao menos enquanto não forem resolvidas as carências dessa faixa da população, como empregos, educação, saúde e moradia.

Mas haveria intenção de o governo extinguir o BF erradicando esses problemas endêmicos que justificam sua existência?

Não sei, mas os beneficiados não escondem o desejo de que ele dure ‘pelo resto da vida’!

Imagino que o governo também pense assim…

Mensalão

Votação dos embargos infringentes foi um teste ao Supremo com as preferências partidárias de alguns ministros aflorando.

Grande parcela dos votos que decidiram pelos embargos infringentes partiu de ministros com passado ligado ao PT, ao qual pertencia ou pertence parte dos réus.

Onze terão novo julgamento, arrastando o resultado para 2014, com risco de alguns crimes prescreverem.

Como disse um douto na matéria, ‘a decisão foi um equivoco histórico’.

Mensalão II

Resultado é apelo à impunidade, incentivando a corrupção, o desvio do dinheiro público e banditismo político, embora o mensalão não seja culpa dos partidos políticos, mas de grupos perfeitamente identificados, neles imiscuídos, que os deixam pragmáticos, permeáveis e permissivos no trato do dinheiro público.

Os 6×5 poderão influenciar o recrudescimento das manifestações de indignação dos brasileiros.

Cajar

Para responder postagem no Facebook, referente à extensão da pista do aeroporto regional de Santo Ângelo, ora em obras, me socorri de Cajar Nardes, integrante da administração estadual.

Explica ser uma das maiores do país, com 1.625 metros de comprimento, mais 100 metros de área de escape, comportando aviões de até 88 lugares, podendo aumentar.

Lembra que a pista é superior às dos aeroportos Santo Dumont, no Rio (1.400 m) e Congonhas, São Paulo (1.550 m).

Outra informação de Cajar: “Nesta luta pela instalação da Faculdade de Medicina, a cidade terá que disponibilizar 100 leitos SUS no município”. 

Viagem

Dilma cancelou viagem aos EUA. Foi decisão unilateral ou conjunta?

Seja como for não foi bem recebida por diversos círculos. Para o Planalto, viagem foi comprometida pelas denúncias de espionagens.

Aguarda-se a visita seja remarcada.

Marte

Quem quiser viajar para colonizar Marte no projeto ‘Mars-One’, deverá aguardar alguns anos.

Com custo de 6 bilhões de dólares, primeira viagem, sem retorno, está prevista para 2023.

Duzentas mil pessoas já estão inscritas. Brasil é quarto colocado em número de viajantes inscritos, em 140 países.

Também terá que fazer sua refeição, conviver com temperatura de -63 graus Célsius, numa atmosfera formada por dióxido de carbono.

Código

Quem lê a coluna lembra o que escrevi sobre as previsões do livro ‘O Código da Bíblia’. Venho lidando com elas desde que o ganhei de meu filho Giancarlo.

Autoria do jornalista Michael Drosnin, foca estudos do matemático israelense, Eliyhau Rips, que decifrou na Bíblia código prevendo acontecimentos ocorridos milhares de anos depois do surgimento das Escrituras, como a possibilidade de um conflito nuclear no Oriente-médio a ser evitado pelo presidente Barack Obama.

Código II

Impasse criado com a utilização de gás sarin pelo governo do presidente sírio, Bashar Al-Assad, levou-me à releitura do ‘Código da Bíblia’.

O que aconteceu desde a eleição e reeleição de Obama – igualmente vaticinada nas Escrituras decodificadas – conduz à reflexão do que ainda pode vir a acontecer, se as ameaças de Al-Assad não forem contidas, no campo diplomático.

Código III

Espera-se seja encontrada solução pacífica definitiva, respeitando a assinatura do acordo entre EUA e Rússia.

Governos franceses, ingleses e norte-americanos, diante da comprovação do uso de armas químicas por inspetores da ONU, desejam uma ação forte contra a Síria caso haja desrespeito ao tratado.

É necessário saltar das palavras aos atos a que as previsões do código se consubstanciem no seu lado menos sombrio, servindo de alerta!