Em 2012…

0
142

 Vou tentar consertar mais coisas em mim, nada radical ou que exija sacrifícios sobre-humanos. São os detalhes ou pequenos defeitos, alguns originais de fábrica, outros os vícios adquiridos ao longo dos anos. Bobagens que realmente têm prejudicado minha qualidade de vida, minha saúde. Em 2012 vou fazer muitas coisas que não fiz em 2011 e outras eliminarei de vez. Acho que chega um momento em nossa jornada que definitivamente dizer “não”, também é de fundamental importância.

Mas antes de mais nada quero pedir desculpas. Desculpas (sem nenhum constrangimento) aos meus adicionados (pela demora em contatá-los), aos meus amigos de infância e juventude (pela demora em visitá-los), aos meus colegas de setor (por todas as vezes que agi de modo impulsivo e posso tê-los magoados), aos meus parentes (porque falho em participar ativamente em ocasiões específicas), aos meus amores (incluso aqueles que já me sacanearam), por talvez, não ter sido “o docinho” que imaginavam que eu fosse… Pedir desculpas ao pessoal dos jornais e portais que colaboro, pelo atraso no envio das matérias, textos e crônicas, inclusive nesse instante enquanto escrevo, com o prazo praticamente estourado! (É que pedir desculpas não é se vitimizar, tentando reverter a situação em benefício próprio, tipo um somatório de pontos. Ao contrário, é reconhecer que não somos tão autossuficientes, inteligentes e que podemos resolver tudo ao nosso modo, exatamente na hora em que queremos!)

Como dizia logo no 1º parágrafo, em 2012 quero consertar mais coisas em mim, incluso detalhes muito particulares, que obviamente não vou encher os seus ouvidos, listando um por um! Provavelmente não serei bem sucedida na totalidade, mas então que venha 2013, 2014, 2015, e dezenas de outras oportunidades, para que eu possa me tornar cada dia uma pessoa mais legal, agradável e “imprestável”, no sentido de fazer a diferença, colaborar, criar, somar positivamente… Eis que em 2012 vou comemorar 5 anos ininterruptos nas minhas 2 atividades principais, coincidentemente ingressando no serviço público e transformando “a arte de escrever”, de passatempo a trabalho sério, quase na mesma data. Isso é incrível, porque alguns acontecimentos extraordinários se entrelaçaram e só tenho a agradecer profundamente e comemorar.

Agradecer a minha mãe Ilenir e ao meu irmão Celso, ao meu sobrinho Arthur, que iluminam todos os meus dias e definitivamente são as pessoas mais importantes na minha vida e ao meu Anjo da Guarda, (sim, eu acredito em milagres), que tem me orientado, quando preciso tomar decisões difíceis. Respeito se você duvidar, (futuramente escreverei sobre isso), mas desde que ingressei no serviço público, diante de algumas experiências e pessoas que conheci mais a fundo, confesso que vi e vivi algumas cenas de filme de terror e isso já seria suficiente, para acreditar em milagres. Além do trabalho sério, competência, coragem e Fé, ao revertermos (eu e minha equipe) situações complexas em soluções pacíficas e de saldo positivo para centenas de pessoas! Gostaria de agradecer e partilhar 100 por cento, esses sentimentos com todos vocês: Felicidade. Liberdade. Sabedoria. Mas em 2012, 2013, 2014, 2015… teremos tempo para dividir muitas experiências e emoções! Que Deus abençoe a todos e, acreditem!!!