Hoje à noite Cinema Cisne fará sua primeira sessão 3D

0
112

Infantil Lorax será exibido às 18h. Às 20h45min, a grande atração da estreia: Titanic 3D

Neste sábado, Santo Ângelo terá sua primeira sessão de cinema 3D na sala 1 do Cine Cisne. Às 18h, será exibido o filme infantil Lorax e às 20h45min, a grande atração Titanic 3D, no dia do aniversário de 100 anos do naufrágio.

O preço do ingresso para a sala 1 na sexta-feira, sábado e domingo e feriado, é de R$ 18. De segunda a quinta-feira o preço é R$ 15. Na sala 2 os preços continuam R$ 7 na terça, quarta e quinta-feira, e R$ 8 na sexta, sábado, domingo e feriado.

PROJETOR

O técnico responsável pela instalação do projetor 3D, Tiago André Pereira, veio de São Paulo para auxiliar na instalação no Cinema Cisne. Foi ele quem instalou cinema 3D em Santa Maria e Passo Fundo. “Passo viajando pelo Brasil. Saí do Rio de Janeiro, vim para cá e na próxima semana vou para Osasco, em São Paulo, para instalar. O cinema 3D no Brasil está crescendo muito”, observa.

Antes da “mágica” do 3D ser projetada na tela do cinema, o filme percorre um roteiro. Primeiramente, o cinema solicita ao distribuidor o filme desejado. O filme é enviado, chega a Santo Ângelo através de transportadora em um HD (hard disk, ou disco rígido), semelhantes aos usados em computadores. Depois o técnico que trabalha com o projetor armazena os dados no servidor do próprio projetor. Aí é só montar a sequência correta no computador que já é acoplado ao projetor e dar play.

Ao contrário dos projetores de película, o projetor 3D tem um sistema mais simples e digitalizado de projeção. “Depois que você monta o filme no programa de computador, basicamente só é necessário apertar o play e depois o pause durante as projeções, sem mistérios”, salienta Tiago.

INVESTIMENTO

Para proporcionar a qualidade que o 3D exige, o custo é alto, tanto para instalar os equipamentos, quanto para manter a estrutura. O custo total ultrapassa os R$ 500 mil. São R$ 400 mil só no projetor 3D, mais R$ 25 mil na tela e cerca de R$ 100 mil nas novas poltronas. “Também temos os custos de manutenção. Por exemplo, a lâmpada do projetor custa cerca de R$ 5 mil e ela deve ser trocada a cada seis meses, além dos óculos 3D, que a cada sessão devem passar em uma máquina para serem higienizados”, salienta Flávio.

Como funciona o cinema 3d

– Para quem acha que a tecnologia é algo recente saiba que ela foi criada ainda no século XIX e teve um grande “boom” no cinema no ano de 1950.

– A terceira dimensão não existe, é apenas uma ilusão da sua mente. Literalmente. E isso é possível graças a um fenômeno natural chamado estereoscopia. Apesar do nome complicado trata-se apenas da projeção de duas imagens, da mesma cena, em pontos de observação ligeiramente diferentes. Seu cérebro, automaticamente, funde as duas imagens em apenas uma e, nesse processo, obtém informações quanto à profundidade, distância, posição e tamanho dos objetos, gerando uma ilusão de visão em 3D.

– Para que isso seja possível, no entanto, a captação dessas imagens não é feita de uma forma qualquer. Lembre-se que o efeito 3D é composto por duas imagens projetadas em pontos distintos. Logo, na captação, devem ser filmadas duas imagens ao mesmo tempo. Essa correção de enquadramento é feita por softwares específicos, em tempo real, que reduzem as oscilações na imagem, deixando a composição mais realista.