Professora da Fasa utiliza criatividade em aulas remotas

0
245

Neste período de aulas remotas, os professores da Faculdade Santo Ângelo – Fasa, vem trabalhando incansavelmente para manter a qualidade do processo de ensino e aprendizagem e ao mesmo tempo continuar inovando.

Exemplo disso, foram as atividades realizadas pela coordenadora do curso de Medicina Veterinária, Cristiane Teichmann, durante as aulas de “Anatomia topográfica”. A professora utilizou metodologias ativas e muita criatividade para potencializar o entendimento dos alunos em relação a assuntos que em outros tempos seriam trabalhados de maneira prática em laboratórios da instituição.

Conforme Cristiane, a disciplina tem como objetivo a aquisição de uma visão morfológica sintetizada das regiões de interesse clínico e cirúrgico aplicadas às disciplinas dos ciclos curriculares sequenciais como: patologia, cirurgia, radiologia e interpretação semiótica. “É uma disciplina de caráter prático onde os alunos desenvolvem habilidades profissionais através da dissecação de cadáveres de diferentes espécies animais”, afirma.

Metodologia

A professora explica ainda que com a pandemia o maior desafio foi adequar a sua metodologia de ensino e conseguir identificar qual o nível de entendimento dos alunos em relação aos temas propostos. “A parte teórica foi ministrada praticamente igual ao modelo presencial através das aulas remotas, mas para a parte prática apenas o conteúdo online não é capaz de suprir plenamente o ensino presencial, por isso, ainda serão realizadas atividades extraclasse para complementar o processo de aprendizagem”.

Na disciplina também, pensando em motivar os alunos no processo de construção da sua própria aprendizagem foi proposta uma aula onde, eles deveriam elaborar uma maquete do membro torácico de um cão objetivando o estudo dos nervos do plexo braquial.

A aula foi realizada de forma remota pelo Google Meet. “Eu expliquei e mostrei para todos, e juntos, cada em sua casa, eles fizeram a sua. No final, enviaram fotos de suas maquetes”.

A metodologia adotada foi significativa e importante para a compreensão de um tema tão relevante dentro do curso de Medicina Veterinária.

Para Mirella Machado da Silva, aluna do curso, a pandemia dificultou muito, mas com as orientações da professora conseguiram construir a maquete do plexo braquial. “Confesso que tive um pouco de dificuldade, mas no final, deu tudo certo. Nunca tive tanta vontade de entrar em uma sala e ter aula, mas espero que logo passe essa pandemia e eu possa abraçar meus colegas e voltas às aulas presenciais”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here