Asaf é derrotada por 6 a 3 pela Acafutsal

0
83

Jogo, que foi realizado no último sábado em Cachoeira do Sul, teve cinco expulsões

Jogando em Cachoeira do Sul no último sábado, a Asaf acabou derrotada pela Acafutsal por 6 a 3. A derrota deixou a equipe missioneira na terceira colocação da chave três e na terceira colocação geral do campeonato, somando as duas fases.

Com a vitória sobre a Asaf, a Acafutsal garantiu a melhor campanha geral, com 45 pontos e chegou a segunda colocação da chave 3 na segunda fase.
A liderança do grupo segue com o Lagoense, que venceu a AGE por 2 a 1 fora de casa e chegou a 20 pontos.

GUERRA

Durante a semana antes da partida, a equipe de Cachoeira do Sul prometeu, através da imprensa, que o confronto entre as duas equipes seria uma revanche, pela derrota sofrida por 4 a 0 em Santo Ângelo. Com isso, um clima de guerra foi instaurado em Cachoeira do Sul. “Já na chegada tivemos de pedir escolta policial. Alguns torcedores atiraram foguetes no nosso micro-ônibus. No final da partida, tivemos que jantar 100 km adiante de Cachoeira e fomos escoltados até a saída da cidade”, relata o presidente da equipe, João Bueno.

JOGO

Na quadra não foi diferente. Logo no início do jogo, com menos de 4 minutos, uma confusão entre os jogadores resultou em quatro expulsões. Givago e Dudu para a Acafutsal; Korb e Robe na Asaf.

E foi o time missioneiro que saiu à frente no placar, com gol de Fabinho. Paulinho Cambalhota empatou e depois fez o gol da virada. Lucas fez o terceiro para o time da casa.
Quando faltava pouco mais de um minuto para o final da primeira etapa, Fabinho também foi expulso. Mesmo assim, a equipe de Santo Ângelo descontou no placar com Rudiero.
Na segunda etapa, a Asaf teve de jogar 44 segundos com um a menos, pois o tempo regulamentar para a entrada de outro atleta não tinha sido esgotado na primeira etapa.

Depois de uma certa pressão do time da casa, a Asaf se segurou e acabou empatando, novamente com Rudiero. O time missioneiro teve ainda duas chances para passar a frente no placar, mas não conseguiu marcar.

Faltando 8 minutos, Mamau colocou a Aca à frente no placar. No final da partida, o time da casa fez mais dois gols e decretou o placar final: 6 a 3.

Mesmo com a derrota, o presidente Bueno elogiou o desempenho da equipe. “O time se portou muito bem em quadra. Tivemos atitude, fomos pra cima. Mas as nossas expulsões prejudicaram o desempenho da equipe. Perdemos muito nosso poder ofensivo”, avalia. 

Asaf terá quatro desfalques no sábado

No próximo sábado a Asaf realiza a última partida da segunda fase do Estadual Série Prata contra o Alvorada Futsal, às 20h, no Ginásio Marcelo Mioso.

Como já está classificada, a equipe missioneira quer se garantir entre as melhores colocações de toda a competição e assim trazer a decisão do mata-mata, já na próxima fase, para Santo Ângelo. “Queremos encerrar a segunda fase com uma boa vitória em casa, diante da nossa torcida”, projeta o presidente João Bueno.

Para o jogo do próximo final de semana a Asaf terá quatro desfalques: Korb, Robe e Fabinho, expulosos, e Tiaguinho, que levou o terceiro cartão amarelo contra a Acafutsal.