Com a vantagem, Asaf enfrenta Acafutsal na partida decisiva da Série Prata

0
90

Jogo decisivo será disputado na noite deste sábado, às 20h, em Cachoeira do Sul

Na noite deste sábado, a Asaf pode escrever mais um capítulo na história vencedora do futsal santo-angelense. Às 20h de amanhã, a equipe missioneira enfrenta a Acafutsal, em Cachoeira do Sul, no duelo final da competição.

Como venceu o primeiro jogo por 4 a 3, de virada, a Asaf tem a vantagem do empate no tempo normal. Se perder, ainda tem a prorrogação para ficar com o título. Se houver empate no tempo extra, pênaltis.

E para o jogo decisivo, o time de Santo Ângelo terá o reforço de Fabinho, que cumpriu suspensão na primeira partida, disputada em Santo Ângelo na semana passada.

O jogador completa a espinha dorsal do time, a base por onde o treinador Raul Sawitzki construi o time santo-angelense. Portanto, a Asaf deverá iniciar com seu time titular em quadra: Márcio, Rudiero, Kiko, Tiaguinho e Fabinho.

Felipe Korb, que rompeu os ligamentos do joelho no primeiro jogo, está fora.

VIRADA

Fabinho, que teve de ficar de fora na primeira partida, comemorou a vitória conquistada após uma virada da equipe missioneira. “Fizemos um bom começo de primeiro tempo, depois tivemos um apagão e sofremos três gols, o que desequilibrou um pouco nossa equipe. Porém, no segundo tempo fomos perfeitos e mostramos mais uma vez a nossa força física e garra, que esta equipe vem demonstrando desde o princípio do campeonato. E os guris estão de parabéns pelo resultado conquistado”, avalia.

Mesmo decidindo com vantagem fora de casa, Fabinho lembra que não há favoritos em uma final de campeonato. Para o jogador, a decisão será no detalhe “A Aca é uma excelente equipe, não é por acaso que chegou com a melhor campanha para esta final. Tem jogadores acostumados a decisões. Porém, em final de campeonato não tem favorito. A equipe que errar menos conseguirá seu objetivo, tomara que seja a nossa”, observa o atleta.