Com novo técnico, Asaf reencontra adversário da final da Série Prata

0
111

Time missioneiro busca primeira vitória em Cachoeira do Sul neste sábado, a partir das 20h

A Asaf reencontra neste sábado (27) o adversário da final da Série Prata em 2012, conquistada pelo time missioneiro. A partida em Cachoeira do Sul será contra a Acafutsal, também chamada Cachoeira Futsal, que no final do ano passado perdeu para a Asaf as duas partidas que valeram o título do campeonato. O jogo está marcado para as 20h. A Asaf sai de Santo Ângelo às 13h.

O clima de “revanche” deve ser favorável ao time santo-angelense, na opinião do vice-presidente da Asaf, João Bueno. “O fato de o jogo ser em Cachoeira pode nos ajudar, pela vontade deles (Acafutsal) em quererem uma vitória diante do torcedor”, destaca o dirigente, ao lembrar que a conquista da Série Prata foi com uma vitória de 4 a 3 em Santo Ângelo, e outra de 5 a 4 fora de casa, garantindo o troféu para os missioneiros.

Além de enfrentar o finalista da Prata, que subiu com a Asaf para a Série Ouro, o time santo-angelense vai com nova postura para a quadra de Cachoeira do Sul. Desde terça, os guerreiros azuis são treinados por João Alberto Kerber, o Batata, que substituiu Raul Sawitzki. O técnico havia colocado o cargo à disposição após a derrota para o BGF, de Bento Gonçalves, no último sábado.

A pedido da direção, Raul ficou na equipe como preparador físico. “Isso demonstra a grandeza do Raul como profissional. O pensamento da direção não é derrubar o treinador, mas pensamos na motivação do grupo”, acrescenta o vice-presidente João Bueno.

Raul e Batata já trabalharam juntos em 2005, na Série Ouro, e agora estão lado a lado novamente. “Eles são dois personagens da Asaf. O Raul está desde a fundação da Asaf, pois atuou como o primeiro preparador físico, e o Batata jogou na Asaf no primeiro ano, e no seguinte foi ser treinador”, lembra Bueno.

Mudança dos quartetos ocorrerá de forma gradual

Uma das principais mudanças do técnico Batata na Asaf é a forma de trocar os quartetos. Ao invés de trocar os quatro atletas de uma vez só, o treinador deverá mudar um a um, conforme for necessário.

Desde que assumiu o time, Batata deu enfoque nos treinos para a marcação próximo à área e a individual, assim como para os contra ataques. Outro foco dos treinamentos foi a saída de bola do goleiro. Nesta sexta-feira (26), o grupo treinou lances de bola parada.

Para a escalação, Batata tem dúvida quanto ao ala Gustavo. O atleta sofreu uma lesão na coxa. Na semana passada, já havia sentido dores, mas entrou em alguns momentos da partida. Caso fique de fora, Kiko deve substituí-lo no quarteto titular. Outra mudança é com relação ao pivô Fabinho, que deverá jogar de fixo.

A Asaf deve sair jogando com Márcio, Fabinho, Kiko (Gustavo), Tiaguinho e Maurício. No banco, deverão estar Dailon, Diógenes, Fabio Correia, Robe, Alcides, Marcelinho, Juliano e Jair.

O adversário Cachoeira Futsal manteve a base do ano passado, mas buscou reforços de peso. Alguns dos jogadores que integraram o plantel são Marquinhos, Linguiça e Zezinho, este último que já jogou na Asaf.