De olho também nos adversários diretos na reta final do 1º turno

0
109

A duas partidas do fim, Santo Ângelo não depende só de si para chegar à segunda fase

O Santo Ângelo corre contra o tempo para conseguir garantir a classificação às quartas de final do 1º turno da Divisão de Acesso e, assim, continuar alimentando o sonho de obter a primeira das três vagas para o Gauchão 2015. Com seis das oito partidas do 1º turno já disputadas, o time, na 5ª colocação, soma apenas 5 pontos e está a 4 do Panambi, que se encontra uma posição acima e hoje seria o último dos quatro classificados do Grupo A.

Ou seja, hoje, o time missioneiro não depende somente de si para se classificar. Mesmo que vença seu compromisso neste domingo – em Vacaria, a partir das 17h, contra o Glória, 5º colocado no Grupo B, com 10 pontos – e o Panambi perca para o Riograndense fora de casa, o time missioneiro ficará um ponto atrás do atual 4º colocado. E tudo seria decidido na última rodada.

Difícil, mas não impossível, na visão do técnico Elton Petry. O treinador, que já tinha passagem pelo clube, reestreou na última quarta-feira (12), no empate por 1 a 1 contra o Cerâmica, em casa, com o gol adversário sofrido no final do segundo tempo. “Não jogamos a toalha. Ainda acreditamos que é possível, pelos dois adversários que o Panambi (Riograndense, fora de casa, e Santa Cruz, em casa) e o Tupi (3º colocado, que tem o Santa Cruz, fora, e o Ypiranga, em casa) têm pela frente. Precisamos fazer nossa parte e vencer nossos jogos”, analisa o treinador.

Na visão do técnico, para o Santo Ângelo voltar de Vacaria com os três pontos, são necessárias algumas mudanças no comportamento em campo em relação à última partida, sim, mas nada muito radical. Em seu primeiro jogo no comando do plantel atual, Elton diz já ter visto evoluções no time. “Um time precisa de equilíbrio. Não se começa uma casa pelo telhado. O ataque só funciona quando a bola sai com qualidade e velocidade lá de trás, e antes nós estávamos com dificuldades na marcação. E a marcação individual e a defesa como um todo foram algo que já conseguimos melhorar no último jogo”, afirma.

POSSE DE BOLA

Uma outra situação em que o treinador considera que o time precisa evoluir é a posse de bola, além da precisão nos passes. Para ele, o Santo Ângelo estava afoito em campo na última quarta-feira. “Muitas vezes, roubávamos a bola e acabávamos a entregando para o adversário facilmente, logo na sequência. Isso fazia com que nos desgastássemos fisicamente para tentar recuperá-la. Além disso, também tivemos muita ansiedade na finalização.”

Ontem, o time fez um treinamento técnico pela manhã, um técnico e tático à tarde e, hoje pela manhã, treinará a bola parada. “Precisamos melhorar e aproveitar nossa bola parada. Temos jogadores altos que podem ser decisivos numa partida”, avalia Elton. Os reforços contratados nesta semana – o lateral-esquerdo Guilherme Santos, o zagueiro Francisco Honorato e o atacante Vicente – ainda não têm condições legais de estrear.

Devido ao fato de alguns jogadores não terem participado dos últimos treinamentos por apresentar incômodos na parte física, o time que irá a campo só deverá ser definido no domingo. A delegação viajará hoje à tarde a Vacaria, saindo às 14h.