Divisão de Acesso 2016 tem grupos, fórmula e primeiros confrontos definidos

0
124

Santo Ângelo estreia na competição contra o Tupi no dia 6 de março, fora de casa

 Os grupos e a fórmula da Divisão de Acesso 2016 foram definidos nesta semana em congresso técnico na sede da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), realizado em Porto Alegre, na segunda-feira. O evento contou com representantes de 15 clubes do Estado, entre eles, o presidente da SER Santo Ângelo, Ricardo Timm.

Para o próximo ano, a Divisão de Acesso 2016 será mais curta do que a edição anterior. Prevista para iniciar dia 6 de março, a competição terminará mais cedo do que a data estipulada anteriormente, com jogos quarta e domingo. Neste ano a competição terminará um mês antes. O objetivo é reduzir as despesas dos clubes, que assim podem reduzir um mês de salários.

O Santo Ângelo integra o Grupo B, junto de Caxias, Tupi, São Luiz, Marau, Esportivo, União Frederiquense e Panambi. A estreia do clube santo-angelense será no dia 6 de março de 2015, contra o Tupi, fora de casa.

Conforme Timm, o congresso técnico teve outras definições, entre elas a utilização de gandulas mulheres em todos os jogos da Divisão de Acesso. No dia 25 de janeiro, o presidente volta para Porto Alegre para novo congresso, desta vez, acompanhado pelo técnico Zica Pagliarini. Neste evento os participantes serão orientados quanto ao comportamento dentro de campo.

REPASSE DA FGF
Quanto à questão financeira, o repasse da FGF para os clubes será o mesmo de 2015. Os times terão R$ 100 mil que serão abatidos de taxas de arbitragem, ingresso, entre outras. Sobre a captação de recursos para os times, sob o gerenciamento da Federação, os clubes poderão comercializar canecas, agendas e bonés, através de empresa que produzirá produtos das agremiações com a marca licenciada. O retorno para o clube será de 15%. Ainda está prevista a incorporação de raspadinha eletrônica, via celular, e também a comercialização de cervejas com o rótulo dos times.

VAGA NA ELITE
A Divisão de Acesso 2016 terá um premiado, que garantirá com o primeiro lugar a vaga na elite do Gauchão do ano seguinte. Três clubes serão rebaixados par a Terceirona Gaúcha, os dois últimos colocados de cada chave e o pior penúltimo colocado. O Guarani de Venâncio Aires ainda precisa confirmar sua presença na competição, e caso não participe, apenas dois clubes serão rebaixados.

FÓRMULA
A Divisão de Acesso 2016 terá dois grupos: A e B. Na primeira fase, os 16 clubes farão confrontos em turno e returno dentro das chaves. Na segunda fase da Divisão de Acesso, os cinco melhores de cada grupo avançam para os pentagonais em turno e returno, dentro dos mesmos grupos da fase anterior. Passam ao quadrangular final, as duas melhores equipes de cada grupo. Os quatro melhores jogam entre si, em turno e returno e o time que somar mais pontos subirá ao Gauchão em 2017.

FUTEBOL ENCAMINHADO E PREOCUPAÇÃO FINANCEIRA

Para o presidente Ricardo Timm, o clube está bem encaminhado para a disputa da Divisão de Acesso 2016, com time montado com 30 atletas no elenco. A previsão é de que a apresentação dos nomes que compõem o plantel e também do uniforme da equipe seja realizada nos próximos dias.

De acordo com o presidente, a maior preocupação no momento é com a questão financeira do clube, que envolve a Lei do Profut – Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro. O programa está alinhado a preocupação para que os clubes não tenham dívidas e permite que as agremiações parcelem seus débitos. Porém, a adesão ao Profut, que no momento é obrigatória, faria com que o Santo Ângelo precisasse pagar R$ 30 mil por mês, receita que o clube não gera mensalmente.

Timm ressalta que “alternativas e maneiras já estão sendo buscadas, inclusive junto da Federação, para que possa ser discutida esta obrigatoriedade de adesão. Trata-se de algo difícil para o Santo Ângelo e para diversos times do futebol brasileiro”, afirma.