Elton Petry: “Faltam alguns detalhes para o acerto com o Santo Ângelo”

0
96

Equipe missioneira pode anunciar o novo técnico para a temporada ainda nesta semana

Após uma curta passagem pelo Santo Ângelo durante três meses em 2010, Elton Petry pode ser anunciado técnico da equipe para a próxima temporada. “Faltam alguns detalhes para o acerto com o Santo Ângelo. Já me reuni duas vezes com a diretoria para negociar. Esperamos definir nos próximos dias e que eu possa voltar a trabalhar na cidade”, observa o técnico.

Natural de Não-Me-Toque no norte do estado, Petry se encaixa no perfil pretendido pelo presidente Vando Ribeiro: um treinador que gosta de trabalhar com jogadores jovens. “Gosto de jogadores que queiram crescer. Acho que não é apenas o nome que faz um jogador bom”, salienta.

Para a disputa da Divisão de Acesso, a equipe missioneira deverá ter um teto de R$ 50 mil na folha salarial. “A estrutura do Santo Ângelo é muito boa, ainda dá para montar um bom grupo para o campeonato. Logicamente que teremos que montar uma base experiente e mesclar com os jogadores jovens, que queiram chegar. Isso indica que o Santo Ângelo está com um pensamento bom”.

Para subir da Divisão de Acesso para a elite do futebol Gaúcho, Petry acredita em um trabalho de grupo. “Temos que fechar com bons jogadores, de caráter. O clube deve dar uma boa estrutura de trabalho, com salários em dia, para que a gente possa cobrar dos jogadores também. Mas o principal é muito trabalho”, complementa o técnico.

Currículo

Ex-atleta de futebol, atuou por 12 anos como meio-campo no Caxias (RS), Passo Fundo (RS), Ypiranga (RS), CRB (AL), Operário (PR), tendo jogado ainda no México. Teve passagem na base do Grêmio em 2005, a convite do diretor executivo Rodrigo Caetano, como treinador de fundamentos.

Auxiliar técnico de Paulo César Carpegiani, no extinto RS de Alvorada, Elton iniciou sua carreira profissional no Francisco Beltão (PR) passando ainda pelos clube gaúchos Santo Ângelo, São José e Sapucaiense. Há dois anos estava no futebol do Sudão, treinando o Al Ahli Kartoum. No primeiro ano trabalhando na África, foi eleito o melhor técnico da liga do Sudão.