Entre-Ijuís Futsal interrompe atividades de 2020

0
219
Alex Klaic, presidente da Associação Entre-Ijuís de Futsal (AEF) diz que que todos acertos foram feitos. “Não ficamos devendo nada, mas também não temos recurso algum". Foto: Divulgação/AI AEF

A Associação Entre-Ijuís Futsal (AEF), decidiu, ainda na semana passada, interromper as atividades para o ano de 2020. A decisão leva em consideração o quadro decorrido da pandemia de coronavírus. Todos jogadores, comissão técnica e colaboradores foram dispensados – ficando liberados para procurar outros clubes.

Em nota publicada em suas redes sociais, AEF – que vinha em uma crescente no Futsal Missioneiro-, afirma que a medida é dolorosa, “pois o árduo trabalho desenvolvido ao longo dos meses, todo o tempo, dedicação, esforço e sacrifício pessoal foram perdidos”, diz o documento emitido.

De acordo com o presidente da Associação, Alex Klaic, a decisão levou em consideração a ausência de perspectiva da normalização da situação em período breve, tornando incompatível as despesas com as receitas. “Em outras palavras, sem a competição, não teríamos valores oriundos de renda, patrocínios e venda de produtos, contudo, as despesas continuariam no mesmo patamar mensal, inviabilizando a associação. Assim, a solução que encontramos foi dispensar o grupo e comissão técnica e interromper todas as atividades, aguardando um quadro favorável.”

SUSPENSÃO DA LIGA GAÚCHA DE FUTSAL

Ainda em março a Liga Gaúcha de Futsal suspendeu as competições por tempo indeterminado, deliberação que outras entidades que organizam campeonatos também vinham adotando, como a suspensão do Gauchão e da Divisão de Acesso.

“Acreditamos que essa interrupção atinge todos em igual nível e que nenhum clube conseguirá manter as atividades. O futsal vai ter que se adaptar e acredito que a solução será gastar menos e investir na base. Particularmente, o que estamos discutindo é a necessidade de montar um time bem mais barato para o próximo ano e reiniciar o trabalho. Essa interrupção vai representar um recomeço”, argumenta Klaic.

SITUAÇÃO FINANCEIRA

Ainda, segundo a nota da AEF, acertos dos valores pendentes serão feitos, inclusive com fornecedores. Todas as dívidas serão quitadas. “Nosso controle financeiro é rigoroso e com base nesse controle é que tomamos a decisão de interromper as atividades. Simplesmente o caixa foi zerado com o pagamento de todas as contas”, afimr aKlaic.

Ele diz ainda, que Associação não ficou em dívida, mas não tem recurso algum. “De outra banda, entendo que seria muito egoísta de nossa parte postular aos patrocinadores que mantenham seus aportes, pois cada empresa e cada pessoa física vai lutar para a própria sobrevivência. Nesse momento o futsal é secundário e nos readequamos a isso”, completa.

RETORNO

Caso o cenário mude, Klaic não descarta a possibilidade da decisão ser revista, com a readequação necessária ao projeto. “Contudo, acredito que pela forma com que o Brasil vem se posicionando no combate ao coronavírus, dificilmente teremos competição em 2020. Somente participaremos se não houver risco algum à saúde, ou seja, se o quadro for totalmente revertido e for possível a presença de público com total segurança num calendário razoável”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here