No sufoco, Santo Ângelo vence o Avenida e se mantém firme na luta pela classificação

0
88

Josimar saiu do banco no segundo tempo para marcar o gol da vitória

Não foi uma atuação primorosa, mas, mesmo no sufoco, em uma partida tensa, o Santo Ângelo jogou o suficiente para vencer o Avenida por 2 a 1 na tarde deste sábado (26), no Estádio da Zona Sul, pela 5ª rodada do 2º turno da Divisão de Acesso. Com o resultado, momentaneamente, o time missioneiro, com chances reais de classificação, ocupa a 2ª colocação do Grupo A, com 10 pontos, perdendo para o Tupi, de Crissiumal, no saldo de gols. Os três pontos deixam, pelo menos até agora, o time sete pontos distante da zona de rebaixamento. As outras sete partidas da rodada serão realizadas amanhã.

Começando o jogo pressionando e apoiado pela torcida, o Santo Ângelo chegou ao primeiro gol logo aos 10 minutos, com o atacante Fábio Buda, que venceu a zaga no alto e cabeceou no canto direito do goleiro Vanderlei, após receber cruzamento de Alexandre, vindo da esquerda.

Nos minutos seguintes ao gol, o Santo Ângelo, eficiente na marcação, continuou atacando e mostrando disposição. Mas o time não manteve essa postura por muito tempo e cometeu o erro de recuar, abdicar do jogo e, ainda, demonstrar preciosismo no ataque. E essas atitudes cobraram seu preço.

FRUSTRAÇÃO NO FINAL DO PRIMEIRO TEMPO E ALÍVIO NO SEGUNDO
Em busca do empate e vendo que naquele momento tinha o jogo a seu favor, o Avenida pressionou bastante no final do primeiro tempo. Aos 42, Maurício, no lado esquerdo de ataque, chutou rasteiro, e o zagueiro Uilian Nicoletti, na tentativa de afastar, acabou mandando rente ao travessão, dando um susto na torcida e cedendo escanteio. Já aos 46, a história foi diferente. Após escanteio na direita cobrado no primeiro pau, houve um desvio e o volante Carlos Alberto, na segunda trave, aproveitou e marcou o gol, silenciando e frustrando os torcedores que compareceram ao Estádio da Zona Sul.

Sem efetuar modificações no intervalo, o técnico do time missioneiro Elton Petry fez as três alterações ao longo do segundo tempo – entraram John Lennon, Josimar e Guilherme Santos. E um dos jogadores que entraram foi quem premiou a torcida com o gol da vitória. Aos 32, em condições de marcar, o atacante Josimar enfeitou, tentou tocar por cima de Vanderlei e errou. Mas, aos 37, não perdoou. Em jogada iniciada por ele, Fábio Buda fez o pivô e devolveu para o atacante, que tocou por baixo do goleiro e fez o gol que garantiu a vitória do Santo Ângelo.

AVALIAÇÕES
“Era um jogo muito difícil e precisávamos do resultado. Eu tive duas chances de marcar e na primeira quis inventar, errei, mas na segunda fui feliz de fazer um bonito gol”, disse Josimar após a partida, em entrevista à Rádio Santo Ângelo. Quanto à dificuldade da partida, o técnico Elton Petry lembrou que o time teve chances de aumentar o placar no primeiro tempo e não conseguiu, mas, por outro lado, o treinador destacou a luta dos jogadores. “No primeiro tempo, poderíamos ter matado o jogo, não conseguimos e tomamos o gol no finalzinho. Quanto aos jogadores, podemos não ter um grande time tecnicamente, mas são homens e disputam até o fim. Estão de parabéns pela entrega. Foi no sufoco, mas conseguimos vencer”, declarou Petry. O Santo Ângelo volta a campo na próxima quinta-feira (1º), fora de casa, contra o Canoas, em partida que começa às 15h30min.