Ricardo Timm é eleito presidente do Santo Ângelo

0
113

O dirigente diz que o clube vai renegociar suas dívidas e firmar uma equipe competitiva

A sede do clube da Sauna foi palco da eleição de Ricardo Huberto Timm como novo presidente do Santo Ângelo. Também foram eleitos o 1º vice-presidente, Jorge Manoel Ribeiro, o 2º vice-presidente, Cláudio Sommavilla, e o 3º vice-presidente, Giuliano de Moura Beccon. A assembleia, na noite de segunda (8), foi coordenada pelo vice-presidente do Conselho Deliberativo do clube, José Matzembacher, e por José Hamilton Pedrazza.

Dentro de um acordo feito no encontro, ficou definido que a posse dos dirigentes será em outubro. Essa medida deve-se à atual participação na Copa FGF Sub-19, na qual o time está classificado às oitavas de final. A ideia é possibilitar a permanência dos profissionais que atuam nessa categoria até o final da competição, com o objetivo de que não haja prejuízos à equipe.

ASSEMBLEIA
Durante a assembleia, os conselheiros chegaram a sugerir que a eleição somente fosse realizada depois da definição dos nomes dos integrantes dos sete departamentos do Santo Ângelo. No entanto, a maioria entendeu que, pelo fato de haver apenas uma chapa inscrita, e pela necessidade da direção de tempo para se organizar para a Divisão de Acesso de 2015, fosse realizada a eleição do novo presidente.

METAS
Timm destacou que a nova direção começa a trabalhar para a definição de nomes que integrarão os sete departamentos do Santo Ângelo. Ricardo também salientou que a nova direção já está mobilizada no levantamento de recursos para viabilizar a participação do clube na disputa da próxima Divisão de Acesso.

“Assim que nós assumirmos o comando do clube, vamos fortalecer o trabalho das categorias de base, com o objetivo da revelação de novos jogadores para se integrar à equipe principal. Vamos, ainda, buscar viabilizar a contratação de reforços para a formação de uma equipe competitiva para o ano que vem”, diz.

Outra proposta de Ricardo Timm é de que o Santo Ângelo participe o ano todo de competições. Para ele, essa é uma forma de evitar o “efeito-sanfona” em relação a alguns sócios que ajudam o clube apenas nesse período. Timm acredita que, em o clube estando em atividade durante o ano inteiro, isso se refletirá no apoio efetivo do sócio.

O novo presidente reafirmou o compromisso de renegociar as dívidas do Santo Ângelo, que hoje chegam a R$ 350 mil, e ao mesmo tempo formar uma equipe competitiva. “Podemos fazer uma negociação que viabilize isso. Temos exemplos de grandes clubes com dívidas milionárias que resolveram essa questão e formaram bons times”, frisa.

O atual presidente Plínio Paulo Pereira permanece no cargo até o fim da participação do clube na Copa FGF Sub-19.