Santo Ângelo é derrotado pelo Esportivo e agora precisa vencer suas duas partidas na Zona Sul

0
103

Esportivo venceu por 3 a 1, em partida disputada na Serra, na noite desta quinta-feira

O Santo Ângelo foi a Bento Gonçalves enfrentar a forte equipe do Esportivo e acabou derrotado por 3 a 1, na noite desta quinta-feira. A equipe missioneira começou atrás, buscou o empate ainda na primeira etapa, mas nos últimos 20 minutos de jogo acabou levando mais dois gols e não conseguiu reagir mais na partida.

O técnico Beto Campos promoveu mudanças na equipe para o jogo contra o Esportivo. No lugar de Faísca no meio campo, as opções do treinador eram Ivo ou Pavão. Mas ele acabou escalando Marabá na posição. Com isso, Rodrigo Ramos assumiu a ala esquerda. No ataque, Paulinho iniciou como companheiro de ataque de Eder Machado.

O jogo começou truncado, com muitas faltas. Até que Mateus abriu o placar para a equipe da casa. Em escanteio, o meio campista subiu mais que todo mundo e marcou de cabeça o primeiro gol da partida, aos 15 minutos.

Aos 43 minutos da primeira etapa, o time missioneiro empatou o jogo. Rodrigo Ramos roubou uma bola no meio campo, tocou para Marabá, que chutou cruzado para o gol. A zaga e o goleiro do Esportivo se atrapalharam na divida com Eder Machado e a bola sobrou para Paulinho marcar.

Nos acréscimos, o árbitro Roger Goulart não marcou um pênalti claro para o Santo Ângelo, sofrido pelo meia Felipinho.

SEGUNDA ETAPA

Na segunda etapa, o meia Marcelo Guerreiro, em disputa, acabou colocando a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. No lance, o jogador do Santo Ângelo acabou se machucando e foi substituído por Ivo. Rafel Bitencourt cobrou a penalidade e colocou o Esportivo na frente, aos 15 minutos.

Três minutos depois, os jogadores do Santo Ângelo reclamaram um novo pênalti em chute de Eder Machado. Para os jogadores do time missioneiro, Derlei interceptou a bola com o braço, mas o árbitro não assinalou a penalidade.

Aos 22, Maranhão, do Esportivo, foi lançado na ala direita em contra a ataque. Ele cruzou para Rafael Bitencourt que bateu de bate pronto e marcou um golaço, o seu segundo na partida e o terceiro da equipe da Serra.

O jogo se complicou ainda mais quando Ivo foi expulso, aos 32 da segunda etapa. O técnico Beto Campos, que já havia colocado Maxwal no lugar de Rodrigo Ramos, teve que fazer a sua última substituição: Donavan entrou no lugar do atacante Paulinho.

Agora, o Santo Ângelo precisa vencer suas duas partidas em casa – no domingo contra o Farroupilha e na quarta-feira contra o Glória – além de torcer por resultados negativos do Guarany-Cm, para seguir vivo na Divisão de Acesso. O Esportivo encaminhou sua classificação com essa vitória sobre o Santo Ângelo.