“Santo Ângelo é uma terra de guerreiros e eu não poderia ser diferente”, diz atleta

0
105

Eleita a melhor do mundo no futsal, Luciléia Minuzzo falou com o Jornal das Missões

Missioneira, com 14 anos de profissão, dos quais 6 foram em Santo Ângelo, Luciléia Renner Minuzzo, 30 anos, conversou com o Jornal das Missões após ser eleita a melhor jogadora de futsal do mundo. Luciléia já jogou também em Santa Catarina e está há 2 anos como camisa 8 do Lázio, na Itália. O AGLA Futsal Awards 2013, prêmio conquistado, é coordenado pelo site Futsal Planet, referência na modalidade.

Jornal das Missões – Há quanto tempo tu jogas? E como foi receber este prêmio?

Luciléia Renner Minuzzo – Fazem 14 anos que jogo, dos quais 6 deles em Santo Ângelo, 6 em Santa Catarina e 2 aqui na Itália. Foi uma das coisas mais belas que aconteceu na minha vida, hoje ser considerada a melhor do mundo em um esporte com tantas jogadoras de alto nível. É como um sonho.

JM – Você competiu com colegas de seleção. Como foi recebida por elas?

Luciléia – A gente tem uma relação muito boa. Dentro de quadra cada uma dá o seu melhor e depois cabe aos jurados dizerem quem se destacou. Tenho a certeza que elas, assim como eu nos anos anteriores, ficaram felizes porque a representante do futsal feminino mundial é do Brasil. Apesar das dificuldades e de às vezes as coisas parecerem impossíveis, nunca desisti de lutar, e hoje posso dizer que estou realizando o maior sonho da minha carreira como jogadora.

JM – O que aprendeu aqui em Santo Ângelo que tu poderias dizer que leva para o teu trabalho?

Luciléia – Santo Ângelo é uma terra de guerreiros e eu não poderia ser diferente. Aprendi a lutar e não desistir jamais. Gostaria de agradecer em especial a Vanusa Vieira Alvez, que foi minha primeira treinadora. Com certeza ela tem parte nessa minha carreira.

JM – E quais os teus planos agora?

Luciléia – Tenho contrato com Lazio até o final da temporada, ou seja, até junho deste ano, e depois sim, começo a pensar no futuro.