Santo Ângelo x Brasil-Far: Vencer ou vencer na Zona Sul

0
118

Equipe entra em campo com a obrigação de vitória para continuar brigando pela classificação

Mesmo com os três empates e uma derrota nesta segunda fase da Divisão de Acesso, o Santo Ângelo continua em busca da classificação para a próxima fase da competição. Para isso a equipe volta a campo na noite de hoje (28), no Estádio da Zona Sul, onde enfrenta o Brasil de Farroupilha, às 20h, em partida decisiva para as pretensões do clube na tabela de classificação.

Para o jogo, o técnico Zica Pagliarini não poderá contar com Charles, suspenso após receber o terceiro cartão amarelo, contra o Panambi, no domingo (24). Além disso, também deve ficar de fora o zagueiro Jésum, que desfalca a equipe em virtude de uma lesão no joelho. Para o lugar do capitão, Zica tem a opção de escalar Saulo, jogador que atuou contra o Panambi e que vinha recuperando-se de lesão.

Sem nenhuma vitória e com apenas três pontos, o Santo Ângelo terá agora quatro jogos para buscar a sua classificação para a próxima fase, sendo vdois jogos em casa e dois fora. No momento, a equipe missioneira ocupa a quinta colocação da Divisão de Acesso. Se conseguir uma vitória nesta noite, o time missioneiro passará a ser o vice-líder do Grupo C, com seis pontos. Já o Brasil-Far ocupa a terceira colocação com cinco pontos. A equipe de Farroupilha vem até a Zona Sul buscando diminuir a diferença para o São Luiz, de Ijuí, que atualmente é o líder da chave com 10 pontos ganhos.

RENDA SERÁ REVERTIDA AOS JOGADORES
A renda arrecadada com o público na noite de hoje na Zona Sul será revertida para os jogadores do Santo Ângelo. Além disso uma vitória mantém a equipe viva na tabela de classificação. Segundo o atacante Rafinha, os jogadores esperam um bom público para apoiá-los, uma vez que a partida é uma das mais decisivas do ano para o clube missioneiro.

“O torcedor precisa acreditar no nosso grupo, pois queremos dar a vitória ao clube. Por todas coisas que passamos, o que não vai faltar é empenho e garra. Quero pedir de coração, em nome do grupo e da comissão técnica, que venham todos até o estádio e nos apoiem o tempo todo, pois somos um grupo de guerreiros e temos quatro finais agora. Inclusive contra o Brasil, que é um adversário direto na briga pela classificação”, disse Rafinha.