‘Se não tiver campo para treinar, não vai ter base’, diz Timm

0
126

Sem o gramado do Poliesportivo, clube busca alternativas para prosseguir com os trabalhos

O presidente da AER Santo Ângelo, Ricardo Huberto Timm, diz que o clube pode ficar sem disputar campeonatos com as categorias de base neste ano devido à falta de gramado para realizar os treinamentos. O presidente alega que há cerca de dez anos os atletas do time treinavam no campo do Poliesportivo, na Avenida Brasil, e que, devido à retomada da área pela Prefeitura para a construção de um novo Centro Administrativo, a equipe ficou sem local para os treinamentos, tanto do elenco profissional quanto da base.

“Vamos disputar a Divisão de Acesso neste ano, como todos já sabem, e precisamos treinar em dois turnos no Estádio da Zona Sul com a equipe profissional. Não tem como treinar lá com os profissionais e com a base, pois isso iria acabar com o gramado do estádio. Eu não gostaria, de forma nenhuma, de chegar para a imprensa e anunciar que não vamos disputar campeonatos com o sub-15, sub-17 e sub-19 porque o campo em que o Santo Ângelo treinou todo este tempo está lavrado. Mas acredito que o poder público vai providenciar, de alguma forma, uma solução. Esperamos que nos próximos dias a Prefeitura entre em contato conosco para tentar uma solução”, diz.

ALTERNATIVAS
O presidente menciona algumas alternativas para o treinamento do elenco profissional da AER Santo Ângelo.

“De qualquer forma, nós temos que buscar solucionar isso. Inclusive, nos foi oferecido o campo do Sepé, lá de Entre-Ijuís. Temos algumas alternativas, como o campo do quartel. Temos o Sesi, que sempre nos auxiliou, assim como a Fundimisa. Mas todos para o elenco principal, não para a base. Temos alguns auxílios da Prefeitura, mas volto a destacar que precisamos de um local para treinamento, pois isto foi nos prometido, ou não teremos como manter a base”, salienta Timm.

O Jornal das Missões procurou o secretário municipal de Turismo e Esportes, Marcos Mattos, que alegou não conhecer o assunto e disse não ter havido reuniões ou conversas com o Santo Ângelo sobre esta questão. Ele declarou, porém, que trabalhará para se chegar a uma solução para o caso.