Sesc reúne mais de 200 idosos em disputas de câmbio e bocha

0
103

Participantes representaram Santo Ângelo, Santa Rosa, Ijuí e Caxias do Sul

A quinta-feira (15) foi de jogos e integração para mais de 200 idosos, que participaram, durante manhã e tarde, da 3ª Copa Sesc Maturidade Ativa de Câmbio, promovida pelo Sesc Santo Ângelo em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Esportes. Neste ano, juntamente com o evento, também foi realizado o 1º Torneio de Bocha. Estiveram representadas as cidades de Santo Ângelo, Santa Rosa, Ijuí e Caxias do Sul.

Os jogos de câmbio, um voleibol adaptado, disputado num ritmo menos intenso que o vôlei, foram disputados no Ginásio Municipal Professor Marcelo Mioso, e a bocha no Grêmio Aquático Galerno, na Rua Tiradentes, Bairro Dido – onde os participantes aproveitaram para jogar canastra. De acordo com a facilitadora do grupo de maturidade do Sesc Santo Ângelo, Sandra Rosinski, 12 grupos participaram das disputas de câmbio – três do Sesc Santo Ângelo, três do Sesc Santa Rosa, três da Prefeitura de Santa Rosa e três da Prefeitura de Caxias do Sul. Já as disputas de bocha envolveram oito grupos, de Santo Ângelo e Ijuí, com cada cidade tendo dois masculinos e dois femininos.

“Além da difusão e prática do câmbio e da bocha na região, queremos, com a programação, fortalecer e ampliar o círculo de amizades entre os participantes e incentivar a prática de atividades físicas”, explica Sandra. Participaram do evento comerciários, aposentados e dependentes – acima de 50 anos – de comerciários. No câmbio, as categorias foram a máster, entre 50 e 59 anos, e sênior, acima de 60. Em Santo Ângelo, os treinos de câmbio de grupos do Sesc ocorrem nas terças e sextas-feiras e, de bocha, nas quintas-feiras, no mesmo Galerno.

QUALIDADE DE VIDA E MAIOR DISPOSIÇÃO
Um dos participantes das disputas de câmbio, o senhor Otacílio Kercher diz que sempre praticou esportes ao longo da vida – jogava campeonatos municipais de futebol e também praticava futsal. Com 66 anos e residente em Santa Rosa, ele conta que começou a jogar câmbio aos 63 e que o esporte lhe traz grandes benefícios no dia a dia. “Praticar esportes é muito bom, é diversão, é saúde, alivia a cabeça, deixa bobagens de fora da nossa vida. Praticar esportes significa menos remédios que vamos tomar”, avalia o aposentado.

Para a senhora Beatriz Santini, que começou a jogar câmbio há quatro anos, a prática de esportes faz com que ela tenha maior qualidade de vida e mais disposição, além de afastar situações e pensamentos negativos da cabeça. “Eu vivo ocupada e não dá tempo para depressão, para mau humor. Parece que praticando esportes a gente vive mais tempo e aproveita melhor a vida”, afirma ela, que tem 64 anos e reside em Caxias do Sul.