Sub-17 da Asaf goleia a Acaf por 5 a 1 e mantém os 100%

0
114

Já o sub-15 enfrentou o Verdes Mares e, apesar da reação, perdeu por 4 a 3

Na sua terceira partida da fase de grupos do campeonato estadual, o time sub-17 da Associação Santo Ângelo de Futsal (Asaf) conquistou a terceira vitória e manteve os 100% de aproveitamento na chave 6. No domingo (25), no ginásio Marcelo Mioso, a equipe fez 5 a 1 na Associação Cruz Alta de Futsal (Acaf), em partida iniciada às 18h. O time vinha de uma vitória por 6 a 4 contra o América, em Santa Maria, e, com 9 pontos, está próximo da classificação.

Por outro lado, pela chave 1, o sub-15 da Asaf bem que reagiu e atacou com intensidade no segundo tempo, mas não conseguiu evitar uma nova derrota, a segunda em dois jogos no estadual. No mesmo dia, no Marcelo Mioso, em partida iniciada às 16h, o sub-15 perdeu para o Verdes Mares, também de Cruz Alta, por 4 a 3. Na estreia no campeonato, o time havia perdido por 6 a 3 para o mesmo América.

SUB-15 REAGE, MAS NÃO A TEMPO
O sub-15 começou, no domingo, com Renan no gol, Anderson na ala direita, Wesley na zaga, Willian na ala esquerda e Nando na frente. O primeiro tempo foi todo do Verdes Mares, que abriu 3 a 0, com Bruno, aos 5 e 12 minutos, e Roger, aos 19. Já a segunda etapa foi de domínio e agressividade ofensiva do sub-15 da Asaf, que pressionou e criou diversas chances de gol. O Verdes Mares chegou a ampliar e fazer 4 a 0, com Gabriel, aos 7 minutos, mas, 20 segundos depois, Willian descontou para a Asaf: 4 a 1. Depois, Leonardo marcou o segundo e o terceiro da equipe santo-angelense, aos 13 e 17 minutos, mas, apesar de a Asaf continuar na pressão, não conseguiu alcançar o empate.

“No primeiro tempo, entramos com uma postura de não arriscar muito, trabalhar a bola e buscar finalizar a gol. Começamos assim, mas passamos a arriscar e tomamos três gols de contra-ataque, que foram o que decidiu a partida. No segundo tempo, tivemos jogadas de fundo, criamos excelentes chances de gol, poderíamos ter saído com a vitória, mas tomamos um gol numa infelicidade. Mas nossos jogadores demonstraram um grande poder de reação; precisamos ter um pouco de paciência com eles. Já estão mostrando que são jogadores que querem procurar seu espaço”, disse ao Jornal das Missões o técnico da Asaf, Fábio Ávila da Silva, o Fabinho.

DO EQUILÍBRIO NO 1º AO DOMÍNIO NO 2º TEMPO
O primeiro tempo da partida do sub-17 foi marcado pelo equilíbrio entre os dois times, que, embora bem organizados ofensivamente, se sobressaíram na marcação, inviabilizando jogadas do adversário. A Asaf abriu o placar aos 14 minutos, com o capitão Carlos Eduardo, mas, faltando 20 segundos para o fim da primeira etapa, a Acaf chegou ao gol também por meio do seu capitão, Rogério. O segundo tempo também foi bastante disputado, mas a Asaf exerceu superioridade, continuou marcando bem e aproveitou suas oportunidades. Matheus Ebres, a 1 minuto, Gabrielzinho, aos 12 e 17, e John, aos 19, garantiram a vitória para o time santo-angelense.

Para o técnico Fabinho, também comandante do sub-17, o preparo físico fez a diferença na postura da equipe em quadra, bem como a tranquilidade no momento de concluir as jogadas. “Acho que no segundo tempo a parte física prevaleceu muito. Nossa equipe está treinando todo dia, então isso faz a diferença, sem falar na qualidade que tivemos na hora de finalizar. Antes, o que estava faltando era a tranquilidade para achar o companheiro mais bem posicionado. Estávamos chutando de qualquer jeito. No momento em que erguemos a cabeça e servimos, conseguimos fazer os gols quase sem goleiro”, analisou o treinador. O time começou com Rafinha no gol, José na ala direita, Carlos Eduardo na zaga, Matheus Ebres na ala esquerda e Gabrielzinho na frente.

A Asaf só volta a jogar no dia 7 de junho, com o sub-15 encarando o Guarany, de Espumoso, em Santo Ângelo. Já no dia 14, o sub-17 enfrenta o Riograndense, de Santa Maria, também em casa.