‘Time que não tem dinheiro não sobe’

0
113

Timm fala sobre como conciliar montagem de elenco competitivo com a saúde financeira do Santo Ângelo

Recém-empossado presidente do Santo Ângelo, Ricardo Huberto Timm foi entrevistado pelo Jornal das Missões na manhã de ontem (20) e destacou os planos para o clube e como a nova diretoria passará a administrar o futebol da agremiação. O presidente enfatizou que o clube terá futebol o ano todo e disse que, na sua visão, a falta de tempo para planejamento e as dificuldades financeiras são dois dos principais motivos para que o Santo Ângelo ainda não tenha retornado à elite do futebol gaúcho.

Jornal das Missões – Como conciliar as dívidas do clube com a necessidade de contratar novos atletas e montar um elenco forte?
Ricardo Timm – Primeiro, para fazermos contratações, precisamos ter um limite disponível de dinheiro. Não podemos passar o nosso limite disponível para contratações. Algumas empresas nos ajudam, a comunidade em si nos ajuda, mas não podemos fazer mais dívidas do que já temos, por isso precisamos, e vamos, montar uma boa estratégia econômica e de atração de sócios para conciliar um grande time com a manutenção das contas em dia. Buscaremos o apoio de empresas que estejam interessadas em formar parceria com jogadores, investindo e posteriormente recebendo uma parte em caso de negociação.

JM – E quanto aos planos para a gestão?
Timm – Nós estamos adequando todo o estádio para que possamos receber uma lotação total, que é de aproximadamente 8 mil pessoas. No momento, podemos receber apenas 1,5 mil pessoas. Esta adequação será em toda a estrutura física do estádio, como em sinalizações, pinturas, colocação de alguns corrimões e melhor adequação para pessoas com deficiência. Nosso estádio é um dos melhores do interior; apenas faltam pequenas adequações. Vamos buscar apoio com doações da comunidade e empresas, e depois prestaremos conta do que nos tiver sido repassado.

JM – Quais são os principais motivos para que hoje o Santo Ângelo não esteja disputando a elite do futebol gaúcho?
Timm – Admiro muito os presidentes anteriores, pois eles conseguiram administrar dívidas e bom futebol. Na verdade, o que tem faltado é tempo para planejamento. A diretoria não tinha tempo para sair ao mercado e procurar jogadores. Infelizmente, sobravam poucos atletas para a equipe, já que o restante já tinha sido contratado por outros clubes. Por outro lado, graças à última diretoria, neste ano nós teremos tempo para buscar jogadores e montar um bom plantel. A falta de recursos também tem sido um dos fatores, porque time que não tem dinheiro não sobe. Para este ano, temos uma boa tática, tanto de vendas de espaços publicitários quanto um plano de sócios para atrair a família para o estádio.

JM – A comunidade sente uma carência de futebol o ano todo. Qual a postura da direção neste sentido?
Timm – Volto a dizer: teremos futebol o ano todo. Disputaremos todas as competições para as quais o Santo Ângelo for apto a disputar, inclusive o Gauchão de juniores. Precisamos mudar o sistema. Preferi não fazer mistério e já anunciar isso, pois queremos que os sócios e a comunidade possam prestigiar e apoiar o time nas diversas competições ao longo do ano, e não somente na Divisão de Acesso. Precisamos receber e retornar o apoio que os associados vão dar ao clube.

JM – E quanto à Divisão de Acesso?
Timm – Precisamos montar uma equipe competitiva; não adianta disputar um campeonato sem ter uma equipe que possa ter chances de classificação ou título. Neste ano, nós enfrentaremos times em situação muito superior economicamente. A Divisão de Acesso não será fácil, mas vamos montar um time mesclando os jogadores da base e atletas experientes, para disputar de igual para igual. Não vamos mais mendigar apoio; queremos receber o apoio da comunidade e dar uma contrapartida. A torcida será um forte aliado. Já temos planos para a venda de camisetas; planejamos e estamos negociando para voltar a usar a camisa quadricolor clássica que usávamos no passado.

JM – Há poucos dias, surgiu um boato de que, caso o Santo Ângelo se classificasse ou fosse campeão, o clube não voltaria à Divisão de Acesso devido às suas dívidas. Isto é verdadeiro?
Timm – De maneira nenhuma. Até fico irritado com quem espalha este comentário. Nós temos um dever fiscal a seguir, mas nada vai tirar uma possível classificação nossa, ou até mesmo o título. Podemos perder no campo ou devido a algo irregular nos gramados, mas fora disso é tudo boato.

JM – Quais as principais contratações para a Divisão de Acesso?
Timm – Estamos avaliando muitos atletas no mercado, mas decidimos que vamos anunciar somente após o acerto. Até o momento, apenas a contratação de Ismael Gaúcho já está acertada. Ele é um grande centroavante e goleador, que atuou pelo Aimoré e inclusive fez dois gols contra o Santo Ângelo no ano passado. Outra coisa que posso ressaltar é que formaremos uma grande equipe, pois desta vez nos adiantamos em relação aos outros times. Estamos negociando com jogadores bem conhecidos do torcedor, mas volto a dizer: só vamos anunciar depois de assinado o contrato. Esperamos ter a equipe toda montada até o dia 15 de novembro.