Torcida comparece, Santo Ângelo bate o Cerâmica e larga na frente

0
95

Time fez 2 a 1, no Estádio da Zona Sul, e precisa apenas de um empate para se classificar

A direção pediu, a torcida esteve presente em peso e o Santo Ângelo correspondeu dentro de campo, largando na frente do Cerâmica nas quartas de final do 2º turno da Divisão de Acesso. Jogando no Estádio da Zona Sul na noite desta quinta-feira (8), o time missioneiro fez 2 a 1 na equipe de Gravataí e precisa apenas de um empate na partida de volta, já no domingo (11), a partir das 19h.

Em um jogo pegado, de muita marcação, diante de mais de 1.800 pessoas, o Santo Ângelo começou pressionando e, logo aos 11 minutos, o atacante Fábio Buda fez boa jogada na intermediária, lançou para o meia Lucas na esquerda e ele cruzou com consciência para Alexandre, no primeiro pau. O meia venceu a zaga pelo alto e cabeceou com força, no canto direito do goleiro Giovani, fazendo 1 a 0 para o Santo Ângelo.

O segundo gol saiu logo depois, aos 13. O meia Diniz cobrou escanteio pelo lado esquerdo, o zagueiro Rodrigão afastou mal e a bola sobrou para o também zagueiro Uilian Nicoletti, que chutou no canto esquerdo de Giovani e abriu 2 a 0 para o Santo Ângelo, incendiando a torcida no Estádio da Zona Sul.

Depois do segundo gol, o Santo Ângelo diminuiu seu ímpeto e a partida ficou mais equilibrada, com o Cerâmica saindo com maior liberdade para o jogo e ousando no ataque. E não demorou a descontar, em cobrança de falta, aos 32 minutos – cuja origem, na disputa entre o zagueiro Everton e o atacante Cidinho, foi bastante contestada pelo Santo Ângelo ao árbitro Francisco Silva Neto. Na cobrança, próximo à área, pelo lado esquerdo de ataque, o meia Júlio Abu rolou e o também meia Maurinho chutou rasteiro. A bola passou pela barreira e caiu no canto direito de Altieri, que não conseguiu evitar o 2 a 1.

No segundo tempo, embora os dois times tenham levado perigo ao gol adversário, o jogo foi mais estudado e o placar não se alterou. Na partida do próximo domingo, para se classificar à semifinal, o Santo Ângelo, além da vitória, tem a seu favor o empate e qualquer derrota por um gol de diferença a partir de 3 a 2. Uma vitória de 2 a 1 do Cerâmica leva a decisão para os pênaltis, e, para se classificar no tempo normal, o time de Gravataí precisa fazer 1 a 0 ou, sofrendo gols, obter uma vitória a partir de dois gols de diferença.

AVALIAÇÕES
“Nosso objetivo era a vantagem, e conseguimos. Foi difícil, foi suado, mas o grupo está de parabéns e merece. São todos guerreiros, e, se Deus quiser, vamos subir”, declarou, após a partida, o volante Juninho Ribeiro, em entrevista à Rádio Santo Ângelo.

O treinador Elton Petry disse ter ficado satisfeito com a vantagem. “Poderia ter sido melhor, por tudo aquilo que criamos, mas a vantagem é boa. Enfrentamos um time experiente, num jogo difícil”, analisou ele, que quer a equipe saindo para o jogo em Gravataí, sem recuar. “Se ficarmos atrás, só marcando, vai ser difícil segurar o adversário. Vamos ter que jogar. Já mostramos que fora de casa temos condições de conseguir resultados. Nossa equipe se compacta muito bem e tem qualidade na frente. Se formos lá só para nos precavermos na marcação, vamos dar campo para o Cerâmica, e aí poderemos tornas as coisas difíceis”, avaliou o treinador.

OUTROS RESULTADOS DAS QUARTAS DE FINAL
Quarta-feira
Brasil-FAR 4 x 2 Tupi
Ypiranga 1 x 1 União Frederiquense
Quinta-feira
Avenida 1 x 2 Riograndense