AMM não recorre, mas Santo Ângelo apresenta recurso ao Estado

0
208

Após reunião de gestores da região na manhã deste sábado (15), ficou definido que a Associação dos Municípios das Missões (AMM) não vai recorrer da classificação na bandeira vermelha divulgada na sexta-feira (14) pelo Estado.

Com exceção de Caibaté, Dezesseis de Novembro, Eugênio de Castro, Garruchos, Guarani das Missões, Mato Queimado, Pirapó, Porto Xavier, Rolador, Roque Gonzales, São Pedro do Butiá, Sete de Setembro, Ubiretama, Vitória das Missões, os quais podem adotar bandeira laranja por não terem registrado óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, os demais deverão seguir a orientação estadual. A classificação definitiva sai na segunda-feira (17).

Entretanto, o Município de Santo Ângelo apresentou recurso. A equipe do Comitê de Enfrentamento a Covid-19 e da Secretaria Municipal de Saúde formalizou o recurso na tarde deste sábado (15). No documento, é reiterado que a Bandeira Laranja tem se mostrado adequada dentro do modelo do Distanciamento Controlado.

Conforme a análise, o aumento do número de casos segue os patamares da microrregião e do Estado, porém o índice de recuperados também está em elevação no período. Além disso, a avaliação técnica para o crescimento de casos aponta para o aumento da testagem da população.

Foi registrado ainda o aumento de apenas quatro internações em leitos clínicos em relação a semana 14, e número menor que nas semanas 9 e 10, quando a microrregião se manteve na Bandeira Laranja.

Outro registro é o de internações negativas em UTI em relação as duas últimas semanas, comprovando que Santo Ângelo tem recebido mais pacientes do que enviado para outras regiões. Foram apenas sete leitos UTI ocupados de 43 vagas na região.

Outro fator destacado é que nos últimos 18 dias não forma registrados óbitos na região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here