Casos de feminicídio no RS têm aumento de 233% em janeiro

0
715
Enquanto em 2019 o estado registrou três casos no mês de janeiro, em 2020 foram 10 - aumento de 233,3%. Imagem: SSP

Dado foi divulgado na manhã desta segunda-feira (10) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). Enquanto em 2019 o estado registrou três casos no mês de janeiro, em 2020 foram 10 – aumento de 233,3%.

Os crimes aconteceram em Porto Alegre (dois), Erechim, Parobé, São Leopoldo, Campo Bom, Canela, Nova Petrópolis, Torres e Venâncio Aires.

Apesar da alta significativa entre os feminicídios consumados, nos outros quatro indicadores de violência contra a mulher monitorados pela SSP o resultado foi positivo em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

As tentativas de feminicídio no RS caíram de 44 para 32 (-27,3%), os estupros reduziram de 184 para 134 (-27,2%), as ameaças diminuíram de 3.765 para 3.359, e as ocorrências de lesão corporal passaram de 2.116 para 2.083 (-1,6%).

As denúncias têm papel fundamental para o combate a este tipo de crime. O pedido de ajuda pode ser feito pelas próprias vítimas ou por parentes, amigos e vizinhos. As denúncias podem ser feitas por meio do Disque 100 ou pelo Disque-Denúncia 181. Também é possível comunicar um crime pela internet, no site da SSP, no Denúncia Digital 181 e pelo telefone 197.

Homicídios
O acompanhamento mensal da Secretaria da Segurança Pública (SSP) mostra que o número de vítimas de homicídios no Estado em janeiro caiu 36,7%, de 229 no mesmo mês do ano anterior para 145 – o menor total desde 2007, quando houve 138 óbitos.

Em janeiro deste ano, apenas 35 dos 497 municípios do RS tiveram mais homicídios do que no mesmo mês do ano passado, sendo que em 25 deles houve uma vítima a mais, e nos outros houve duas mortes a mais. Em 402 cidades, houve estabilidade no total de assassinatos, dos quais 392 mantiveram o índice zerado. Em 60 municípios, houve redução do número de homicídios na comparação de janeiro de 2020 e 2019.

Com a redução de 24,1% no acumulado de homicídios em relação a 2018 (569 vidas preservadas), o ano passado registrou taxa de 15,8 assassinatos para cada 100 mil habitantes no Rio Grande do Sul – a menor da década.

Latrocínio
os latrocínios também reduziram no Estado em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, caindo de sete para cinco casos. O número atual é o menor para o período desde 2012, quando o total de ocorrências foi o mesmo. Frente ao pico de roubos com morte para o mês (23 em 2017), o dado de janeiro deste ano significa redução de 78,3%.

Roubo de veículo
Os roubos de carros, motos, caminhões e outros automotores, que em janeiro de 2019 haviam totalizado 1.204 ocorrências, reduziram para 887 casos no mês passado – o menor número desde 2011, quando houve apenas um registro a menos. É também a primeira vez em seis anos que o índice fica abaixo de 1 mil no total dos 31 dias iniciais do calendário.

Os furtos de veículo ficaram praticamente estáveis no RS. Foram apenas nove casos a mais em todo o Estado, passando de 1.063 ocorrências para 1.072 (0,8%) – ainda assim, o segundo menor total para janeiro em toda a série histórica, iniciada em 2002.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here