Comércio e academias voltam a atender clientes, em Santo Ângelo

0
236
Área comercial, no Centro de Santo Ângelo, teve movimento intenso nesta sexta-feira (17). Foto: Oda Kotowski/JM

Municípios da região aos poucos estão retomando as atividades do comércio e academias. Desde quinta-feira (16), em Santo Ângelo (que não possui casos do novo coronavírus), o prefeito Jacques Barbosa autorizou o funcionamento do comércio não essencial.

Em seu decreto, recomenda a higienização constante dos espaços ocupados pelos clientes, o distanciamento de, no mínimo, dois metros entre as pessoas, e a limitação de atendimento ao público de acordo com o previsto no Plano de Prevenção e Combate a Incêndio do estabelecimento, em percentual que evite aglomerações (ver matéria na página 3).

ACADEMIA
No Centro de Emagrecimento e Qualidade de Vida Mara Personal, a empresária e educadora física Mara Osório está organizando os atendimentos por agendamento, disponibilizando álcool gel e higienizando os aparelhos com desinfetante. “Estamos fazendo um trabalho personalizado, com agendamento de dois alunos a cada hora, com distanciamento, onde todos devem usar a máscara de proteção”, diz.

Mara Osório está agendando alunos de hora em hora
no Centro de Emagrecimento. Foto: Oda Kotowski/JM

Mara observa que diante da situação atual, houve uma união dos proprietários de academias que entendem que deve haver uma maior fiscalização não só da higienização como também de pessoas sem formação acadêmica que atuam nesta área. “Isso é exercício ilegal da profissão e precisa ser combatido”, destaca. Horários podem ser marcados pelo WathsApp (55) 98118-0096.

CALÇADOS
O empresário Cláudio Tolfo diz que a loja Gabi Calçados está de portas abertas para atender os clientes no horário das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h15 (de segunda a sexta-feira) e das 8h30 às 12h e das 14h às 17h (aos sábados). Ele, a esposa e uma funcionária estão atendendo com o uso de máscaras.

Cláudio Tolfo, proprietário da Gabi Calçados,
higienizando os balcões. Foto: Oda Kotowski/JM

O atendimento é de no máximo 8 pessoas no interior da loja. “Quando atingir este limite o acesso ao interior da loja será restringido a fim de evitar aglomeração. Estamos disponibilizando aos clientes álcool gel 70% já na entrada da loja”, destaca.
Os balcões, máquinas de cartão e prateleiras está sendo higienizados 3 vezes pela manhã e 3 vezes à tarde. Para atrair os clientes, a Gabi Calçados está liquidando pontas de estoque, como botas femininas a partir de R$ 70,00 e sapatilhas moleca a R$ 40,00.

ROUPAS
No segmento de roupas, a loja Pompeia abriu nesta sexta-feira (17), seguindo as recomendações da saúde, observando 30% da capacidade máxima de lotação prevista no alvará de funcionamento e Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios (PPCI). A gerente Fátima Divanir Ely explica que no interior da loja podem circular no máximo 30 pessoas entre clientes e colaboradores.

Gerente da Pompéia, Fátima Divanir Ely. Foto: Oda Kotowski/JM

O horário de funcionamento foi alterado e agora é das 9h às 18h, sem fechar ao meio-dia. A higienização ocorre a cada 3 horas. Uma faixa de contenção foi colocada na entrada da loja a fim de conter a aglomeração e álcool gel é oferecido aos clientes. “Outra recomendação é de que os provadores de roupas e calçados não podem ser utilizados”, acrescenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here