Covid-19: 86 pessoas já deixaram o monitoramento em Santo Ângelo

0
290
Município ainda conta com 230 pessoas em isolamento domiciliar por apresentarem quadro com sintomas gripais. Rodrigo Bergsleithner/AI Prefeitura de Santo Ângelo

Desde que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santo Ângelo criou a Comissão de Vigilância Epidemiológica de Prevenção e Combate ao COVID-19, em 20 de março, 316 pessoas já foram monitoradas no município por apresentarem quadros com sintomas gripais, conforme determina o Ministério da Saúde. Destas, 86 pessoas já deixaram o sistema de monitoramento até a manhã desta quarta-feira (15). Contudo, ainda são 230 pessoas em isolamento domiciliar em Santo Ângelo.
Segundo o secretário municipal de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, são monitoradas pela comissão de vigilância todas as pessoas que apresentaram sintomas de quadro gripal (dor de cabeça, dor de garganta, coriza, gripe, tosse, dor no corpo e congestão nasal) e estas permanecem em suas residências, por um período de 14 dias, juntamente com os seus familiares. “Seguimos às determinações do Ministério da Saúde. A equipe montada na Secretaria de Saúde monitora diariamente estas pessoas, acompanhando os casos e os familiares destas pessoas”, explica.
COMO FUNCIONA O MONITORAMENTO
Todas as pessoas que buscam o atendimento médico nas unidades de saúde do município, na UPA e no Hospital Santo Ângelo apresentando alguns dos sintomas gripais passam a integrar o número de casos  monitorados pela comissão de vigilância.
Segundo a enfermeira da SMS, Daniana Pompeo, integrante da Comissão, estas pessoas assinam um termo de responsabilidade, cientes que foram informados por um profissional de saúde e que os mesmos devem permanecer em isolamento social, junto aos seus familiares, pelo período de 14 dias. “Além do termo, estas pessoas assinam uma declaração informando o nome de todos os residentes no mesmo domicílio. Estes dois documentos ficam com a comissão, como forma de comprovar que as pessoas estão realmente cientes da situação. Os pacientes passam a ter o registro de seus casos em uma planilha de controle, com todos os dados pessoais e clínicos de cada um e, tanto eles quanto a equipe, faz o contato diário para avaliar cada caso, prevenindo uma possível evolução do quadro gripal ou não. No final do período de isolamento, as pessoas são contatadas, com o intuito de finalizar o caso e saber se algum integrante da família apresentou algum sintoma gripal ou não, e para avisá-lo que o mesmo saiu do isolamento”, explica.
Para saber mais informações sobre o monitoramento de pessoas que apresentem síndromes gripais e como proceder nestes casos, a Comissão de Vigilância Epidemiológica de Prevenção e Combate ao COVID-19 pode ser contatada pelos seguintes telefones: (55) 99714-4220 e 99709-9904.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here