Decreto terá medidas duras para minimizar impactos do Coronavírus

0
226
Governo Municipal, MP e 12ª CRS traçam diretrizes do documento que paralisa aulas na rede municipal de ensino e proíbe eventos com aglomeração de pessoas. Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo

Empenhados em encontrar alternativas para minimizar os impactos que um possível contágio por Coronavírus poderia trazer à sociedade local, o Governo de Santo Ângelo e órgãos públicos do Estado estão debatendo exaustivamente medidas drásticas de prevenção.

No final da tarde desta segunda-feira, 16, no gabinete do Executivo, o prefeito Jacques Barbosa coordenou a segunda reunião do dia, com os secretários municipais Luis Carlos Cavalheiro (Saúde) e Valdemir Roepke, o Nanaco, (Educação); a promotora de Justiça Paula Mohr; o procurador Geral do Município, Leandro de Conti; a coordenadora da Secretaria Geral, Kayana Veronese; o titular da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde (12ª CRS), Iuri Sommer Zabolotsky; e o chefe de Gabinete, Airton Peruzzi; para alinhavar os itens do decreto que irá propor medidas enérgicas para evitar a proliferação do Coronavírus, doença que vem preocupando o mundo, com milhares de mortes já registradas.

Foi unanimidade entre os presentes a necessidade de proibir qualquer atividade pública ou privada, ao ar livre ou ambiente fechado, que provoque aglomeração de pessoas. “É o momento de conscientização da sociedade para a gravidade da situação. Estamos falando de um vírus que espalha-se com rapidez, de fácil contágio e pode provocar a morte”, afirmou o prefeito.

A suspensão das aulas na rede pública municipal de ensino está definida. O período da paralisação será oficializado por meio do decreto que será veiculado nos órgãos oficiais do município nesta quarta-feira, 18.

O decreto também trará medidas para mudanças no atendimento do serviço público municipal e recomendações à iniciativa privada em relação a saúde de seus colaboradores. “As empresas terão que encontrar alternativas para prevenção entre seus funcionários”, declarou a promotora de Justiça, Paula Mohr.

O documento elaborado pelo grupo deverá estar pronto para assinatura do prefeito Jacques Barbosa na tarde desta terça-feira, 16, quando o chefe do Executivo fará manifestação pública sobre o teor do decreto. Outras medidas terão de ser oficializadas por meio de lei municipal, pauta que também esteve em discussão.

CONSCIENTIZAÇÃO
A necessidade de conscientização da sociedade frente ao Coronavírus também esteve em pauta na reunião. Ficou definida por uma ampla campanha de divulgação, com a confecção de materiais impressos de orientação e de prevenção ao vírus com distribuição em toda a cidade. O material impresso deverá conter os principais sintomas e o momento certo de procurar a rede pública de saúde.

O secretário municipal da Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, voltou a dizer que o melhor meio de evitar a doença é a prevenção. “A recomendação é para evitar aglomerações, permanecer em casa, não compartilhar chimarrão e utensílios de uso pessoal. Não há motivo para pânico. Somente pessoas com febre alta e tosse devem buscar a rede pública de saúde. As unidades básicas e as Estratégias de Saúde da Família estão preparadas para dar os encaminhamentos necessários”, garantiu o secretário.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here