Estiagem afeta produção de peixes

0
109
Os açudes que no ano passado estavam cheios, este ano estão com nível abaixo da metade na propriedade de Alessandro Peppe. Foto: Arquivo/JM

A perda estimada com a estiagem chega a 60% conforme o presidente da Associação dos Produtores de Peixe De Santo Ângelo, Alessandro Peppe.“Tínhamos projetado cultivar mais de 10 mil kg, mas com a seca, a diminuição de água nos açudes, acredito que vai chegar a 4 mil kg”, diz.

A redução chega justamente no melhor período para venda do produto, a Páscoa. “Na minha propriedade, o açude que não secou, está abaixo do nível, mas tem produtores que tiveram que tirar o peixe antes pra não perder”, acrescenta. “Estamos com tudo programado e aí veio essa estiagem”, lamenta ele.

Além da redução do nível dos açudes, usados para criação de peixes, as pastagens e os animais também tem sofrido com a estiagem. O Coordenador das Agroindústrias e Associações da Secretaria de Agricultura, Diomar Formenton, comenta que pasta tem atuado para amenizar os danos, como a instalação de bebedouros para o gado. “Já colocamos 30, mas ainda temos cerca de 60 com pedidos”, detalha.

A chuva, que veio nesta quarta-feira, apesar de aliviar o forte calor, não foi suficiente para elevar o nível dos açudes. Nesta quinta-feira (19), a instabilidade deve enfraquecer no Rio Grande do Sul. A maior parte do estado já vai ficar com predomínio de sol no decorrer do dia.

FEIRA DO PEIXE

Em função da pandemia de Coronavírus, os eventos paralelos a Feira das Agroindústrias, que ocorre neste sábado (21), foram suspensos. A Feira em si ocorrerá, porém, recomendação é de que se evite aglomerações.

A Feira do Peixe, da Semana Santa, também segue, para a comercialização do pescado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here