Ijuí: Estudo sugere que distanciamento social insuficiente pode estar relacionado com aumento de casos de Covid-19

0
252
Implementação de medidas de prevenção que promovam uma diminuição de 50% na taxa de transmissão do coronavírus nos próximos 15 dias. Foto: Divulgação/Unijuí

Um estudo da Unijuí, por meio do Mestrado em Atenção Integral à Saúde, relacionando a adesão ao distanciamento social e a rotina diária da população de Ijuí com a evolução no número de casos de Covid-19, sugere que as medidas de prevenção realizadas nos meses de abril e maio podem ter sido insuficientes para evitar o aumento na transmissão do coronavírus na cidade.

O estudo demonstra que o distanciamento social estava em torno de 66% no início de abril, sendo diminuído para aproximadamente 50% no final do mês de maio, coincidindo com o aumento de cerca de três vezes no número de casos em Ijuí (entre 24 de maio e 7 de junho), alcançando os 100 casos no dia 21 de junho, duas semanas antes do previsto (5 de julho) considerando uma estimativa de crescimento rápido (exponencial) de casos na cidade.

Pesquisa aponta, ainda, que a implementação de medidas de prevenção que promovam uma diminuição de 50% na taxa de transmissão do coronavírus nos próximos 15 dias, pode ter um importante efeito na redução do número de pessoas expostas ao vírus.

Com a redução da taxa de transmissão, a proporção da população exposta poderá chegar a 20% em um cenário no qual 80% da população de Ijuí poderá estar exposta ao vírus caso nenhuma medida for tomada.

Consequentemente, esta redução na exposição terá impacto direto na diminuição no número de infectados, hospitalizações e mortes, evitando ou atenuando a sobrecarga no sistema de saúde público e privado. Assim, os autores reiteram a importância do cumprimento das medidas de prevenção recomendadas pelos decretos municipal e estadual.

Os dados utilizados para esta análise foram obtidos a partir dos resultados da pesquisa epidemiológica sobre o coronavírus (EPICOVID19-RS) realizada quinzenalmente pela Unijuí em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Resultados correspondem ao comportamento social informado de 1.750 moradores de diferentes bairros de Ijuí, de todas as idades. O estudo epidemiológico em Ijuí, que tem como coordenadora local a professora do Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, Evelise Moraes Berlezi, terá mais quatro rodadas previstas, sendo a próxima já no final de semana (dias 27 e 28 de junho).

O artigo intitulado “Insufficient social distancing may be related to a future COVID-19 outbreak in Ijuí-Brazil: Predictions of further social interventions” está divulgado no modo online aqui.

Autores optaram pela divulgação no modelo pré-print (divulgado mesmo antes da revisão científica de especialistas), considerando a urgência na divulgação dos resultados, a fim de contribuir como alerta à população acerca da importância e relevância dos cuidados necessários, como o distanciamento social, higienização e uso de máscara, que devem ser tomados neste momento em que a transmissão do coronavírus na cidade está em pleno crescimento.

Os autores destacam, ainda, que este tipo de estudo só pode ser realizado devido a participação cuidadosa e eficiente da equipe de voluntários da pesquisa EPICOVID19-RS em Ijuí, composta principalmente de estudantes dos diferentes cursos da área da saúde e biológicas da Unijuí e alunos do Mestrado em Atenção Integral à Saúde, assim como pela ampla divulgação de informações sobre os casos de Covid-19 do município de Ijuí.

 

Informações: Comunica/Unijuí

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here