Ordem para matar segurança de hotel partiu da PASC

0
247
Polícia Civil e BM realizaram ação para localizar as armas usadas pelos dois envolvidos no crime. BM/Divulgação

A Polícia Civil desvendou o crime ocorrido no dia 30 de julho deste ano no Villas Hotel, em Santo Ângelo. Na oportunidade, o segurança Elias Teixeira Camargo, 46 anos, foi morto por volta das 20h40min. Duas pessoas numa motocicleta chegaram ao local e foi efetuado o disparo fatal.

Delegado Rogério Junges diz que revelar motivação de crime pode colocar em risco familiares da vítima, que não tinha envolvimento com drogas. Mas confirmou que a ordem partiu de dentro do Penintenciária de Alta Segurança de Charqueadas, que comanda operação de tráfico de drogas na Capital das Missões.

Rogério Junges salienta ainda a ordem não seria para matar Elias, mas apenas para dar um susto. Entretanto, o disparo foi fatal. Sobre a motivação o delegado não quis falar, apenas declarou que está ligado ao tráfico de drogas, embora Elias não tenha nenhuma ligação com esse delito. “Vamos preservar essa informação até para a segurança dos familiares da vítima”.

Junges, em entrevista à Super Rádio Santo Ângelo, afirmou que a elucidação do caso iniciou na ação policial na noite do crime. Segundo ele, ao comparecer no local, a equipe comandada pela delegada Luciana Cunha da Silva, analisou todos os detalhes e um deles chamou a atenção. “E isso foi determinante para chegar aos autores do crime”.

A pista foi suficiente para a Polícia Civil chegar aos adolescente de 16 anos que efetuou o disparo que matou o segurança. O adolescente foi apreendido no dia 6 de agosto e está no Centro de Atencimento Socioeducativo (Case) de Santo Ângelo. Ele admitiu o crime.O condutor da motocicleta, um homem de 26 anos, também foi preso, na semana passada. Porém, nega a participação.

Os dois teriam saído da casa da namorada de um dos dois, para onde retornaram após o crime. Essa residência está localizada no Bairro Oliveira. Depois do crime, os dois quebraram os telefones celulares que utilizavam, recebendo novos aparelhos na sequência.

Na tarde de segunda-feira (21), Polícia Civil e Brigada Militar cumpriram quatro mandados de busca e apreensão nos Bairros Harmonia e Castelarim, buscando as armas usadas no homicídio. As armas não foram localizadas e as buscas seguem.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here